Ontem foi a grande festa de lançamento do Stadia, a futura plataforma de streaming de jogos do Google. Ela promete que será possível jogar games pela internet em praticamente qualquer dispositivo, e esperamos que ela não sofra com lag e lentidão.

No entanto, apesar de mostrar um pouco como ela funciona e que tipo de infraestrutura de servidor o Google está usando, a empresa deixou de revelar alguns detalhes, incluindo sua estrutura de preços e quando ele estará oficialmente disponível.

A questão mais importante, no entanto, é a do preço. Então, pergunto: quanto você acha que o Stadia custará, ou, mais especificamente, quanto você está disposto a pagar pela plataforma de streaming de jogos do Google?

Muito disso vai depender de quão bem o Stadia realmente funcionará, especialmente para pessoas com conexões de internet menos confiáveis. A velocidade mínima necessária apareceu em uma conversa do Kotaku com Phil Harrison, vice-presidente do Google: 30 mbps para streaming em 4K a 60fps. Com uma velocidade menor, a resolução acaba sendo menor também. Mas, para nossa pergunta hipotética, vamos supor que o Stadia funcione como anunciado.

Captura de tela: Google

Dito isso, há basicamente duas maneiras pelas quais o Google pode lidar com os preços do Stadia.

Uma seria posicionar a plataforma como uma espécie de Netflix para jogos, em que uma assinatura mensal daria acesso a uma lista de games que você poderia jogar em seu tablet, laptop, etc. Os usuários não seriam responsáveis ​​pela compra de jogos; em vez disso, caberia ao Google licenciar novos títulos e adicioná-los à lista da Stadia.

O PlayStation Now, da Sony, custa US$ 20 por mês (R$ 75,78, em conversão direta) e permite fazer streaming de mais de 750 jogos de PS2, PS3 e PS4 para seu PS4 ou PC. Enquanto isso, o serviço GeForce Now da Nvidia permite transmitir jogos para um PC Windows ou Mac ou para um dos dispositivos Shield da Nvidia. No entanto, como a GeForce Now ainda está em fase beta, a Nvidia ainda não cobra nada por ela.

Além deles, há serviços de streaming de jogos menores, como o Jump, que normalmente custa US$ 10 (R$ 37,89) por mês, mas, no momento em que este artigo foi escrito, havia um desconto para apenas US$ 5 (R$ 18,95). Como alternativa, com um preço mensal de US$ 30 (R$ 113,68), o serviço de streaming do Shadow está no lado mais caro do espectro, embora compense esse preço oferecendo um jogo de alta resolução em 1080p a 144 Hz ou 4K em 60 Hz.

E, embora o Xbox Game Pass da Microsoft não seja tecnicamente um serviço de streaming de jogos, é mais um serviço com o qual o Google Stadia terá de competir, o que torna relevante o preço de US$ 10 por mês. De tudo o que listamos aqui, ele é o único disponível oficialmente no Brasil, a um preço de R$ 29 por mês.

Se o Google optar por um modelo de assinatura (que eu acho que é o resultado mais provável), o Stadia provavelmente vai custar entre US$15 e US$ 20 por mês. Convertendo direto para reais, temos algo entre R$ 57 e R$ 76. É mais do que um Netflix, mas ainda baixo o suficiente, levando em consideração que você terá economizado dinheiro comparado a comprar um console tradicional e um ou dois jogos.

Screenshot: Google

A outra opção seria tornar o Stadia gratuito ou disponível por um preço nominal muito baixo e vender games aos usuários em uma loja no mesmo estilo do Steam, que as pessoas poderiam usar para fazer streaming dos jogos para seus dispositivos.

Do ponto de vista do Google, essa pode ser a solução mais fácil, porque a empresa não teria que licenciar uma série de jogos de desenvolvedores e editores. Mas, do ponto de vista do usuário, ele não ofereceria tanto valor se você tivesse que comprar cada jogo que queria transmitir individualmente, em vez de ter acesso a uma grande variedade de jogos desde o início.

E, claro, há a opção de escolher um híbrido dos dois esquemas, o que exigiria um pagamento mensal e ainda forçaria os usuários a comprar jogos. Mas isso é confuso, complicado e muito caro, e é por isso que nenhum outro serviço de streaming de jogos faz isso e o Google quase certamente também não fará.

Então, qual modelo de preços você prefere e quanto você está disposto a pagar pelo Google Stadia?