A guerra digital contra a Rússia continua e desta vez o país sofreu mais uma baixa, o YouTube bloqueou a Duma TV, que transmite as sessões da Câmara Baixa do Parlamento da Rússia.

Neste sábado (9), os russos foram surpreendidos com uma mensagem da maior plataforma de vídeos do mundo avisando que o canal da Duma havia sido “encerrado por violação dos Termos de Serviço do YouTube”.

O bloqueio surpresa obviamente não agradou as autoridades russas, que fez uma ameaça dizendo que o serviço de streaming pode enfrentar restrições.

O órgão de vigilância das comunicações disse que solicitou que o Google restabelecesse o acesso ao canal da Duma imediatamente.

“A empresa americana de TI adere a uma posição anti-russa pronunciada na guerra de informação desencadeada pelo Ocidente contra nosso país”, disse o regulador russo de comunicações, Roskomnadzor.

O YouTube não seguiu as exigências do governo russo. Apesar de ficarem surpresos, vale lembrar que ainda em março, a empresa anunciou que bloquearia o acesso ao RT, Sputnik e outros meios de comunicação patrocinados pelo Estado russo em todo o mundo para que não espalhassem desinformação.

À Reuters, o Google reafirmou que está comprometido com o cumprimento de todas as sanções aplicáveis ​​e leis de conformidade comercial.

“Se descobrirmos que uma conta viola nossos Termos de Serviço, tomamos as medidas apropriadas. Nossas equipes estão monitorando de perto a situação em busca de atualizações e alterações”.

E por falar em bloqueio, vale lembrar que recentemente a Rússia também bloqueou o Google News no país alegando que a plataforma estaria mostrando notícias irreais sobre a operação militar do país na Ucrânia.