O último mouse que eu gostei mesmo foi o Apple Pro Mouse que eu vi durante a MacWorld 2000, em Nova York, apresentado por Steve Jobs. Preto, envolto em plástico limpo, ele brilhava como o Exterminador. O novo Thermaltake Level 10 M Mouse é o Exterminador.

Ele é a antítese do design da Apple, e é incrível. Eu quero ele agora mesmo.

[youtube SBJY_Gn2Y8g]

Eu realmente quero esse mouse, e olha que eu nem uso mais mouses (eu uso trackpads ou um tablet da Wacom). Isso dá uma ideia de como eu o quero. A culpa é da BMW Designworks USA. Seus engenheiros e designers industriais fizeram um trabalho sensacional. Ele é estranho e bonito o bastante para acordar meus instintos nerds adormecidos.

O novo mouse não é exatamente bonito, não no senso comum do termo. Ele não é simples, nem zen, e elimina todos os conceitos de Jon Ive com muito metal. O Apple Pro Mouse foi o mouse simples ideal, a epítome do design simples e honesto. Sem botões desnecessários, sem calombos, nada. Era só um pedaço de vidro que, combinado comum case escuro, parecia como mercúrio em forma sólida. Quando você o ligava, ele era bem bonito. E fazia seu trabalho com perfeição.

O Thermaltake Level 10 é o completo oposto. É um monstro de metal. É complicado. É quase arbitrário e caótico. Superfícies são eliminadas. Há buracos — feitos para diminuir os problemas de suor de heavy users — que o fazem parecer muito 1) uma arma letal, 2) um aparelho científico do ano 2200, 3) um ovo de metal pronto para chocar e dar vida a um monstro robô.

Ou como Dieter Rams jamais diria: é animal. E, de seu próprio jeito, ele também é honesto.

Então, sim, eu não uso mais mouses, mas eu quero muito esse. Eu só quero deixá-lo na minha mesa ou levá-lo para casa, caso eu morasse em uma nave futurista. E eu farei isso quando ele for lançado, ainda em 2012. [BMW Designworks USA via Tom’s Hardware]