Nem todos os hackers do planeta são moradores insensíveis de porões. Muitos deles na verdade estão utilizando suas habilidades para tornar o planeta um lugar melhor, aprimorando a segurança dos nossos sites favoritos e de infraestruturas vitais – sem mencionar todos aqueles pequenos dispositivos conectados à internet que possuem câmeras e microfones e que nós colocamos de forma meio estúpida nas nossas casas, onde comemos e dormimos.

• [Giz Explica] O que é o ransomware e como se proteger dele
• Apenas 0,1% das vítimas do ransomware WannaCry pagou o resgate dos dados

Infelizmente, esta não é uma história sobre esses heróis invisíveis.

Hackers otários sem nenhum escrúpulo publicaram mais de 25 mil fotografias de pacientes de uma clínica de cirurgias plásticas da Lituânia, depois que a clínica se recusou a pagar um resgate de 300 BitCoins (o equivalente a quase R$ 2 milhões) no começo deste ano, de acordo com uma reportagem do Guardian.

A clínica Grozio Chirurgija, que afirma que agora os hackers chantageiam seus pacientes diretamente por meio de mensagens de textos, contou à imprensa local que seus clientes estão em choque. “Mais uma vez, eu gostaria de me desculpar”, disse Jonas Staikunas, diretor da clínica. “Cibercriminosos são chantagistas”.

O vazamento é particularmente grave porque muitos dos pacientes foram fotografados nus, antes e depois de passarem pelos procedimentos cirúrgicos.

As vítimas aparentemente são de mais de 60 países, a maioria da Europa; mais de 1,5 mil moram no Reino Unido, de acordo com o jornal britânico. Os documentos vazados também incluem uma variedade de informações pessoais protegidas, incluindo digitalizações de passaportes e outros dados médicos, deixando as vítimas de um grande risco de identificação para roubos e extorsões.

O vazamento devastador na Lituânia chega logo depois do incidente viral do ransomware WannaCry, que afetou dezenas de milhares de computadores Windows ao redor do mundo, incluindo mais de uma dúzia de hospitais da região de Londres. Muitos pacientes procurando por cuidados médicos emergenciais precisaram ser realocados para outros hospitais locais devido aos problemas com os computadores.

Infelizmente, como os registros médicos são considerados um dos tipos mais sensíveis de dados, é provável que continue a ser um alvo primário de hackers mal intencionados.

[The Guardian]

Imagem do topo: Getty