Teoricamente, o G-Slate da LG (ou Optimus Pad, na Europa) deveria me convencer a finalmente comprar um tablet. Está rodando Android Honeycomb – confere! Chip Tegra 2 Dual-core – confere! Câmera para fazer foto e vídeo em 3D – confere! Então porque a minha experiência com ele me deixou…meio desapontada?

O software não estava em sua versão final, tudo bem, então alguns dos bugs que eu vi (ele travou algumas vezes, e era terrivelmente lento para abrir alguns apps/mudar de telas) ainda podem ser corrigidos antes do lançamento. Ainda assim, alguns pequenos detalhes como o brilho e claridade da tela não corresponderam às minhas expectativas e não devem ser influenciadas pela versão de software que está rodando.

Apesar de existir mais de 100 tablets por aí atualmente (tanto nas lojas, como começando a aparecer como vaporware), os tablets ainda estão engatinhando. A versão de Android específica para tablets, Honeycomb, foi lançada há apenas algumas semanas atrás, mas ainda não tem o apelo para me convencer que eu preciso comprar um dispositivo separado para usar junto com meu smartphone e laptop. Eu adoro usar Android para smartphones, e tenho usado desde o G1 da T-Mobile, mas para mim, o Honeycomb parece muito com a experiência de um celular.

Não que a LG não tenha tentado. Eu entendo que apenas vídeos 3D anáglifos podem ser vistos no tablet, e não estereoscópicos, como na tela do smartphone Optimus 3D. Mas porque eu não consigo encontrar estes arquivos de 3D estereoscópico de jeito nenhum, na galeria de app ou similar? Eu não deveria ter que plugar o tablet em outro lugar para conseguir encontrar os vídeos que eu filmei.

O 3D anáglifo é uma função bacana, mas pessoalmente eu não me imagino usando isso. Não é como se eu tivesse uma 3DTV e apenas fizesse videos estereoscópicos 720p – porque eu não tenho – mas imagine no seu dia-a-dia, assistir seus vídeos caseiros usando óculos vermelho e azul. Você poderia mostrar para os seus amigos uma ou duas vezes, por diversão, mas ficaria nisso. Mas temos que dar o devido crédito à LG, ela merece um tapinha nas costas por lançar o primeiro tablet 3D, mas eu não acho que muitas pessoas irão ficar ansiosas por um tablet de 8.9 polegadas por causa disso. E o mesmo pode ser dito sobre a função de tirar fotos. Na verdade, somente a câmera frontal eu consigo me imaginar usando regularmente.

O tamanho é ótimo. Isso é algo que eu realmente gosto sobre o G-Slate/Optimus Pad. 10 polegadas são quase o padrão entre os laptops, então 8.9 polegadas, uma polegada a mais, uma a menos, não faz diferença, é legal também. A estrutura parece decente – a LG tem melhorado a qualidade de seu hardware ultimamente, e é notável, com seus cantos curvos e uma linha prateada na traseira. É leve, e mesmo balançando, filmando com uma mão, não era problema. Ao menos em relação ao peso.

Se a LG conseguir colocar um preço justo nesse tablet, eu diria que é um modelo legal para comprar, se você realmente não puder esperar por um tablet. O software obviamente pode ser melhorado depois da compra, e eu tenho certeza que o Google está preparando algo melhor ainda para o Honeycomb, mas uma coisa que você não pode mudar sobre um dispositivo é o hardware. Vamos apenas esperar que o rumor sobre o preço de 999 euros (U$1,350) seja um grande engano.