No ano passado, a GoPro Hero 3 Black saiu vitoriosa no teste de câmeras de ação feito pelo Gizmodo americano. Ela venceu, mas tinha alguns poréns que quase lhe custaram o primeiro lugar. Este ano, a GoPro lança a Hero 3+, e resolve quase todos as nossas preocupações.

Você viu o sinal de mais no nome? É quase o iPhone 5S deles. É sutil como suas melhorias, mas elas realmente se somam para nos dar uma câmera melhor. Nós testamos a nova Black Edition; eis as nossas primeiras impressões.

Hardware

De frente, a Hero 3+ Black parece idêntica à Hero 3 Black. Porém, após uma inspeção mais próxima, você verá que a lente é um pouco diferente – isso porque ela foi refeita. E a nova lente f/2.8 é uma grande melhoria: tudo está muito mais nítido que antes. A GoPro também claramente mexeu no software de imagem, porque o equilíbrio de cores melhorou muito.

E tem mais. Dê uma olhada nas primeiras imagens do vídeo acima: mesmo quando o sol está atrás de mim e brilhando diretamente na câmera, você ainda pode ver o meu rosto. Isso é uma melhoria real na faixa dinâmica. A distorção e fantasmas na imagem também foram reduzidos. A GoPro diz que isso melhorou em 33%, mas não sabemos como eles poderiam quantificar isso.

As dimensões da câmera são exatamente as mesmas do modelo anterior, ou seja, vai bem com as capas protetoras para a Hero 3 do ano passado. A Hero 3+ é ligeiramente mais leve, mas trata-se de 73 g contra 75 g, então você provavelmente não vai nem perceber. Por dentro, há um novo chip Wi-Fi, mais rápido: isso se traduz em menos latência quando você usa o app de smartphone ou o controle remoto incluído. Nós o vimos em ação, e realmente era um pouco mais rápido, mas esse não era um problema antes. Nossa maior reclamação era…

Vida útil da bateria

O maior problema da Hero 3 Black era a bateria ruim. A GoPro abordou isto substituindo a bateria de 1.050 mAh por uma de 1.180 mAh, e fazendo algumas otimizações de software. Realizamos um teste independente, com ambas as câmeras gravando em 1080p/24fps. A Hero 3 Black original durou 1h37min de gravação contínua, enquanto a Hero 3+ Black chegou a 2h09min, o que é uma melhora bem respeitável de 25%. (A GoPro reivindica uma melhoria de até 30%.) No entanto, isto ainda é cerca de meia hora a menos que a primeira edição da Sony Action Cam.

Software

Uma das maiores melhorias na 3+ Black é o modo SuperView, disponível em 1080p e 720p. As GoPros têm um sensor que grava na proporção 4:3. Quando você grava em HD ou Full-HD, a câmera essencialmente corta a parte superior e inferior da imagem, que se torna 16:9. O SuperView grava vídeo na proporção 4:3, usando o sensor inteiro, e o adapta para 16:9 sem cortá-lo. Isso parece terrível, não? “Amassar” o vídeo para ele ficar widescreen?

gopro hero 3plus

Surpreendentemente, o resultado ficou bom! Na verdade, para a maioria das atividades em que você usaria uma câmera de ação, isso é fantástico. Dê uma olhada na foto acima. A prancha de surf que eu estava usando tinha 193 cm (não é o ideal para ondas na altura do joelho), então eu precisava ficar muito perto da câmera. Estou mais ou menos com a mesma altura em ambas as fotos, mas veja como muito mais de mim aparece na foto à esquerda; fora que a deformação é realmente insignificante. Em outras palavras, o modo SuperView só capta muito mais da imagem, o que pode melhorar a qualidade dos seus vídeos, independentemente do esporte ou atividade.

Há também o novo modo Auto Low Light, porém este é um pouco mais nebuloso. Ele deveria ajustar automaticamente a taxa de quadros para criar vídeos melhores sob pouca luz. Quando a taxa de quadros é menor (mais lenta), o sensor captura mais luz. Portanto, se você está gravando em 1080p a 60fps, e você não está recebendo luz suficiente no sensor, a câmera reduz isso automaticamente para 24fps (o framerate mais lento que a função usa). Eu não consegui notar muita diferença no meu teste rápido, mas talvez isso exija mais tempo.
Em um recurso que virá em breve (não estava pronto para o lançamento), você poderá atualizar o firmware da câmera sem usar cabos, usando o app de smartphone da GoPro. Hoje, você precisa conectá-lo ao computador e baixar/instalar manualmente o update, o que é uma chatice. Nós mal podemos esperar para esse recurso estrear.

gopro hero 3plus 2

Novos cases à prova d’água

A Sony anunciou recentemente que sua nova Action Cam teria um case à prova d’água mais fino, porém ele só aguenta profundidades de até 5 metros. A Sony afirmou que quase ninguém usa sua câmera para mergulhos profundos, e muitos queriam algo mais leve e aerodinâmico. A GoPro seguiu na mesma direção, mas não a um grau tão extremo.

O case à prova d’água que acompanha a Hero 3+ é 20% menor e mais leve, porém ainda é à prova d’água até 40 m de profundidade. Não, não é tão robusto como o case do ano passado, que chega a até 60 m, mas se você quiser ir mais fundo, basta colocar este caso do ano passado na câmera nova. Problema resolvido.

O novo case foi melhorado de outras formas também. Primeiro, e mais importante, os botões são maiores e muito, muito mais fáceis de pressionar. Sério, é um avanço gigantesco. Eu provavelmente usei a câmera umas 80 vezes, e consegui ligar ou desligar sem tirá-la do case. Os botões de menu também melhorara.

E, por fim, a câmera tem um ajuste muito mais apertado ao case. Algumas pessoas reclamaram que a Hero 3 Black balançava dentro do case quando exposta a altas velocidades, o que prejudicava o áudio. A Hero 3+ praticamente não tem espaço interno para deixar isso acontecer.

Som

Falando em áudio, a Hero 3+ ganhou microfones novos. Anteriormente, havia microfones nos dois lados. Agora, há um na lateral, e um no topo. Com isso, os microfones ficaram mais sensíveis, e houve uma notável redução no ruído indesejado. Não sabemos se isto vai ganhar do microfone impressionante na câmera da Sony, mas é definitivamente melhor do que antes.

gopro hero 3plus 4

Preços e outras edições

Além da Black Edition que nós testamos, haverá também uma edição prata na linha 3+ (mas nada de versão branca). A Silver Edition não terá a nova lente, nem o SuperView, nem o Auto Low Light, nem gravará em 4K a 15fps ou 2,7K a 30fps. No entanto, ela terá a bateria nova e melhorada, e pode agora gravar em 1080p a 60fps e 720p a 120fps .

Em geral, essas pequenas coisas se somam para formar uma melhora grande, embora não seja uma reinvenção da roda. Nós queríamos ver gravação de vídeo 4K em um framerate utilizável (24 fps ou superior), mas acho que precisaremos esperar mais um ano para tanto.

Assim como no ano passado, a Hero 3+ Black custa US$ 400, e a versão prata custa US$ 300. A GoPro continuará vendendo as edições do ano passado (provavelmente até esgotarem) a um custo reduzido. Agora você poderá comprar a Hero 3 Black por US$ 330; a versão prata custa US$ 250.

As novas câmeras estão disponíveis a partir de hoje. [GoPro]