A Samsung oficializou hoje o Galaxy Note 4, quarta iteração do seu smartphone com tela quase tão grande quanto a de um tablet. O dispositivo, que em sua primeira versão lançada em 2011 tinha 5,3 polegadas, agora está com 5,7 com resolução Quad HD (2560 x 1440)

Não foi só a tela que cresceu ao longo dos anos. O Galaxy Note 4, como era esperado, está mais potente que seu antecessor e com alguns retoques em seu design e interface de usuário.

Gizmodo

Durante o evento de lançamento, em Berlim, a Samsung destacou as mudanças de design em relação ao Note 3. Na prática, não mudou tanta coisa assim. Ainda é a mesma cara de quase tods os dispositivos da linha Galaxy, com a traseira de plástico imitando couro já encontrada no Note 3, e a novidade: uma moldura metálica. Deixa o dispositivo um pouco mais elegante, mas é algo que passa batido para a maioria dos consumidores.

Por dentro, o Note 4 está bastante potente. A Samsung venderá o aparelho em dois modelos – algumas partes do mundo receberão a versão com processador Qualcomm Snapdragon 805 quad-core 2,7 Ghz, enquanto outras ficarão com o Exynos 5433. Ele mantém os 3GB de RAM do Note 3 e agora tem 32GB de armazenamento interno com entrada de cartão micro SD.

Gizmodo

A câmera ganhou destaque por parte da Samsung. A coreana lembrou que números nem sempre fazem a diferença, e o foco estava em oferecer mais facilidade para os usuários. A câmera traseira agora tem 16 megapixels com um sensor que, segundo a Samsung, funciona melhor com pouca luminosidade. Ela também ganhou estabilização óptica de imagem. Já a frontal agora tem 3,7 megapixels e alguns truques de software. Para facilitar a vida dos que amam tirar selfies, a Samsung adicionou algumas coisinhas ao seu app de câmera: a câmera frontal, quando ativada, consegue reconhecer rostos. E, com seu rosto reconhecido, basta tocar o sensor de batimentos cardíacos encontrado na traseira do dispositivo para tirar uma foto. No meu rápido teste, não tive dificuldade em fazer isso funcionar. Outro truquezinho é a selfie panorâmica. Mova o dispositivo para os lados para uma foto sua e dos seus arredores (ou de quem estiver por perto). Foi fácil fazer funcionar, mas o resultado nem sempre é perfeito, já que depende de quanto você balança os braços enquanto move a câmera.

Gizmodo

Mas o que recebeu mais atenção por parte da Samsung foi a caneta S-Pen. Segundo a coreana, agora ela está bem mais precisa e reconhece com mais facilidade a sua escrita. No meu teste, ela foi bastante responsiva e não encontrei dificuldade para fazer nada do que desejava – como, por exemplo, apertar o pequeno botão presente na caneta e deslizar sobre a tela para selecionar textos ou imagens.

Gizmodo

Entre outras novidades, o Note 4 ganhou microfones extras para melhorar a captura de áudio – são três, que podem gravar diferentes vozes em uma conversa e depois separá-las com simplicidade. Já a bateria está um pouco maior do que a anterior, com 3220 mAh. A tela com resolução maior pode significar um consumo maior de bateria, mas a Samsung garante que isso não ocorre, e que o Note 4 aguenta mais tempo do que o Note 3. E ele ainda ganhou uma coisa chamada de Fast Charging pela Samsung: diz a empresa que em apenas 30 minutos a bateria é carregada pela metade – o que levava quase o dobro do tempo no modelo anterior.

Gizmodo

O Galaxy Note 4 será lançado lá fora em outubro. Ainda não há detalhes sobre a sua chegada ao Brasil, mas devemos receber informações mais precisas ao longo dos próximos dias.

O Gizmodo Brasil viajou para Berlim a convite da Samsung