Na IFA, a Sony mostrou seu Vaio Tap 20, um all-in-one com touchscreen. Mas ele foi demonstrado como um tablet gigante — não havia teclado nem mouse próximos aos modelos. Isso tem um motivo: e possível usá-lo por aí, já que ele tem bateria uma bateria própria. Mas vale o peso?

A ideia não e colocá-lo na mochila, já que sua tela de 20” e 5kg de peso (!) tornariam isso bastante incômodo. Na verdade, a Sony imagina este “tabletop” — como ela o chama — migrando entre diversos cômodos da casa, para ser usado (ou apenas visto) por varias pessoas ao mesmo tempo.

A tela pode ficar bem inclinada, para ser usada como uma mesa touchscreen; ou pode ficar na vertical, para exibir fotos e filmes, ou ser usada como desktop — basta colocar o mouse e teclado na frente dele.

A resolução de 1600×900 da tela não tem nada de muito especial, mas um pequeno detalhe na parte frontal acabou chamando minha atenção. O tabletop roda Windows 8, e existe nele um botão físico do Windows — como em tablets de verdade — para ir à tela Iniciar. No fim das contas, ele quer muito ser um tablet. Só cresceu demais, como um bebê jupiteriano.

Tudo isto soa como uma ideia maluca, e talvez seja mesmo. Até entendo que o formato do all-in-one tenha evoluído com a tela sensível ao toque, e possa ser usado em um angulo menor para uso mais confortável. Mas daí a torna-lo portátil? Isso deve custar mais caro: vamos ver se muitos realmente querem pagar para levar PCs de 5kg pela casa. A campanha publicitária pode ir para o lado de “faça exercício e ainda navegue numa telona!”, quem sabe.

O Sony Vaio Tap 20 terá opções de processador Intel Core i7/i5/i3, com 4/8GB de memória e HD de 750GB/1TB. Ele deve chegar ao mercado em outubro, junto ao Windows 8.