Eu venho esperando tanto tempo pelo Desire Z que achei que ia explodir de tanto entusiasmo quando finalmente eu o tivesse em minhas mãos. Felizmente, ainda estou viva para contar a história de como este celular é bom de segurar na mão.

Ele é tão fino, e isso me encantou. Com o mecanismo slider de "articulação em Z", a HTC conseguiu manter o Desire Z magrinho, e os cantos arredondados o fazem parecer ainda mais fino do que ele é – assim como o MacBook Air.

Eu menciono um produto da Apple porque, assim como o HTC Legend, ele parece algo que a Apple faria. Na verdade, e sendo talvez um pouco controversa, se a Apple fizesse um iPhone com teclado QWERTY físico, duvido que ele fosse tão lindo quanto o Desire Z.

Mas beleza não é tudo, como você sabe. Com a interface HTC Sense, agora melhorada, em cima do Android, toda a experiência é tão rápida quanto você espera dos smartphones da HTC com Android, e a agilidade da touchscreen é alta.

Eis algumas fotos rápidas que consegui tirar entre fãs loucos de celulares que também queriam usar o aparelho:

Para ver todas as fotos em uma só página, clique aqui