Apesar do hardware interessante que é usado em leitores de e-book, eles não podem fazer muita coisa. A não ser que eles tenham um logotipo da Sony – e você tenha um tempinho livre.

Os leitores PRS, da Sony, rodam uma variante do Linux, o que aparentemente torna o carregamento de código homebrew simples e direto. Alguns usuários encontraram maneiras de mudar fontes, ícones e gráficos, além de conseguirem remapear botões e ate adicionar aplicativos rudimentares, como dicionários e jogos básicos. (Ei, Sudoku!) O Register tem um guia simples do processo – não envolve muito além de preparar um cartão SD –, que, pelo menos até o momento, não oferece muita funcionalidade nova. Mas a promessa está aí, e as comportas parecem ter sido abertas, então… por que não?



Não há como saber se esses hacks funcionarão na última fornada de leitores PRS, porque, apesar de eles também serem baseados em Linux, a Sony não tem sido muito favorável a homebrewers. Qualquer mudança contra eles não seria surpresa. Precisamos esperar para ver, mas enquanto isso os usuários do PRS-505 já podem brincar. [The Register via BBG]