Considerando quão surpreso eu fiquei quando li essa notícia, só posso imaginar a cara delirante, de felicidade incontrolável que fez Dave Crisp, um chef de cozinha de hospital britânico, quando seu detector de metais passou por cima deste jarro de 52 mil moedas romanas.

Crisp estava de bobeira com seu detector em um campo no sudoeste da Inglaterra quando fez esta descoberta, de repente desenterrando moedas de prata e bronze datadas de 253 a 293 DC. Mais de 700 delas traziam a face de Marcus Aurelius Carausius, um general romano que governou o que hoje é o Reino Unido e foi o primeiro a cunhar moedas na região.

O britânico, que se descreve como um "detectorista de metal", explicou que terá de dividir o valor estimado das moedas de US$ 1 milhão com o fazendeiro dono das terras onde elas estavam enterradas. Ainda assim, eu imagino que a possibilidade de ganhar US$ 500 mil em um único dia será o suficiente para inspirar toda uma nova geração de detectoristas. [CNN]