A Apple gosta de dizer que o sistema de monitoramento cardíaco de seu smartwatch pode salvar vidas. No entanto, um homem de Nimbin, de Nova Gales do Sul (Austrália), pode dizer que deve a sua vida ao seu smartphone, que parou uma flecha atirada por um arqueiro enquanto o homem tentava tirar uma foto.

De acordo com a polícia de Nova Gales do Sul, a vítima estacionou em sua garagem durante a manhã de 13 de março e notou que havia um homem em pé do lado de fora de sua propriedade, armado com arco e flecha. Isso não é algo que você vê todos os dias, mesmo na Austrália. Então, o rapaz sacou o smartphone para tirar uma foto do arqueiro, que, por sua vez, atirou a flecha contra ele.

Flecha ultrapassando tela de smartphoneNão custa nada usar uma película protetora, né? Crédito: Polícia de Nova Gales do Sul/Twitter

Em vez de atingir a vítima, a flecha atingiu a traseira do smartphone, fazendo a ponta protuberante ultrapassar a tela por alguns centímetros e removendo completamente a película protetora — a última linha de defesa do homem. Segundo a polícia, a única lesão sofrida foi um leve machucado no queixo da vítima causada pelo impacto da flecha, que “empurrou” o telefone dele em direção ao rosto.

As autoridades dizem que o arqueiro, de 39 anos, foi preso na cena do crime e acusado de “estar armado com intenção de cometer infração e agressão causando danos corporais e danos maliciosos”. Ele, então, pagou uma fiança e deverá comparecer à corte no próximo mês.

E o smartphone? Bem, na última vez que checamos, não existe cobertura de seguro para acidentes envolvendo flechas.

[Polícia de Nova Gales do Sul via Ubergizmo]