Lembra daquele cara que plantou mais de 400 imagens de pornografia infantil no computador do seu chefe para fazer com que ele fosse demitido? Ele acabou de levar uma sentença de mais de uma década na prisão. E o seu antigo patrão conseguiu seu emprego de volta.

Recapitulando: em 2006, Neil Weiner, um ser humano terrível, mandou às autoridades locais um CD recheado com 177 imagens indecentes de crianças, afirmando que elas vinham do laptop de seu empregador. Quando a polícia investigou, achou outras 235 (!) fotos inapropriadas de crianças, "provas" que levaram a uma rápida – e errada – prisão do alvo de Weiner, Eddie Thompson. Descobriram, no fim das contas, que Weiner era responsável por absolutamente tudo. 

Weiner pegou uma pena de 12 anos por "perverter o caminho da justiça" e outros 5 por pornografia infantil. Pela justiça inglesa, as duas sentenças serão cumpridas paralelamente. E para aqueles que acham que a pena não foi dura o suficiente, o juiz do caso deixou claro como a justiça será feita: 

Ele disse [a Weiner]: "Você ficará na prisão por muito tempo". A população carcerária é conhecida por não ser muito justa ou razoável. Você será suspeito por muitos de ser um pedófilo e, como o senhor Thompson, você poderá sofrer por causa disso, tanto na sua prisão quanto no resto da sua vida. Todas essas consequências durarão a vida toda e a ironia de tudo é que você que as causou por sua própria conduta deliberada."

Ele também será colocado na lista dos agressores sexuais. A lição? Não faça coisas terríveis, ou coisas terríveis acontecerão para você, fim de papo. [Independent]