O HP Elite Dragonfly é um notebook da marca focado no mercado corporativo. Ele é bastante leve e cheio de recursos, o que torna o modelo atraente mesmo para quem quer computador para uso pessoal. O preço, porém, pode assustar: a empresa lançou o Dragonfly no mercado brasileiro com preços a partir de R$ 9.999.

O Elite Dragonfly tem tela de 13,3 polegadas FullHD ou 4K e conta com dobradiça de 360°, que permite que o aparelho seja usado como notebook ou como tablet. Ele é feito de plástico reciclado (e uma pequena parte do material é inclusive retirado de rios e oceanos) e uma liga de magnésio. Assim, ele pesa apenas menos de 1 kg, nas configurações mais simples.

Em termos de especificações técnicas, ele vem com 8 GB ou 16 GB de RAM, opções de processadores Intel Core i3, i5 ou i7 de oitava geração, e SSD ou memória Intel Optane para armazenamento, com capacidades variando entre 128 GB e 512 GB.

O HP Elite Dragonfly tem duas portas Thunderbolt, uma porta USB 3.1, plug para microfone e fone de ouvido e HDMI.. A bateria padrão tem 38 Wh de carga e promete autonomia de 16,5 horas. Dá também para trocar por uma de 56 Wh que diz ser suficiente para 24,5 horas, mas aí o notebook passa a pesar mais do que 1 kg.

Além de tudo isso, há alguns recursos extras bem interessantes. O HP Elite Dragonfly conta com Wi-Fi 6, padrão mais moderno de conexão, e pode vir com 4G com antenas 4×4, que é vendido como opcional.

O notebook pode vir com tela HP Sure View Gen3 (apenas na configuração FullHD), que atrapalha quem está do lado do computador de ver o que está na tela como forma de impedir o roubo de informações sensíveis.

Outro recurso de segurança é HP Sure Sense, que promete usar inteligência artificial para impedir ataques de malware. E, como é tendência na indústria de tecnologia, tem também um software de bem-estar digital, chamado HP WorkWell.