A HP pediu desculpas por uma atualização de software – distribuída deliberadamente para impressoras da marca – cujo objetivo é fazê-las funcionar apenas com cartuchos da empresa.

A menor multifuncional do mundo tem o tamanho de uma impressora comum
Este robozinho é uma impressora portátil que se move ao longo do papel

Na semana passada, descobriu-se que a HP estava fornecendo uma atualização automática de software em algumas impressoras que as impedia de usar cartuchos de tinta não-originais. Nesse caso, surgiria uma mensagem de aviso, e a impressora só funcionaria novamente caso recebesse um cartucho original.

Não temos de explicar por que isso não é legal. Após a notícia, a reação negativa de grupos de direitos dos consumidores foi imediata. Na segunda-feira, a EFF divulgou uma carta à HP, pedindo que a empresa revisse sua posição.

A carta diz:

Os clientes da HP devem poder usar o cartucho de sua escolha em suas impressoras, pela mesma razão que os clientes da Cuisinart devem poder escolher qual tipo de pão entra em suas torradeiras.

A prática de “venda casada” é condenada por economistas e por reguladores da concorrência por estimular preços de monopólio e por reduzir a concorrência e a inovação. Os clientes da HP deveriam escolher os cartuchos da empresa por serem os melhores, não porque a impressora deixará de funcionar com uma marca concorrente.

Na quarta-feira, mais de 10.000 pessoas haviam assinado uma petição da EFF, e os fóruns da HP foram inundados com reclamações de usuários.

A HP ouviu e, em seu blog oficial, o diretor de operações Jon Flaxman meio que se desculpa por estragar as impressoras de seus usuários. Ele escreve:

Como é padrão no negócio de impressão, temos um processo para autenticar suprimentos. A atualização de firmware mais recente inclui um recurso de segurança dinâmica que impede o funcionamento de alguns cartuchos não-testados de terceiros, que usam chips clonados de segurança, mesmo que eles funcionassem antes.

Nós devíamos ter feito um trabalho melhor de comunicar o procedimento de autenticação para os clientes, e pedimos desculpas. Embora apenas um pequeno número de clientes tenha sido afetado, um cliente que tenha uma experiência ruim já é muito.

O pedido de desculpas é eloquente, mas Flaxman e a HP insistem que este é um “recurso” desejável.

Felizmente, a empresa vai oferecer uma solução para usuários que possuem impressoras afetadas por esse absurdo:

Como reparação para o pequeno número de clientes afetados, nós emitiremos uma atualização de firmware opcional que irá remover o recurso de segurança dinâmica. Esperamos que a atualização esteja pronta dentro de duas semanas, e iremos fornecer detalhes aqui. Enquanto isso, os clientes com problemas de atendimento imediato podem nos contatar em um centro de suporte dedicado – print-hpi@hp.com.

Assim, a boa notícia é que os usuários afetados terão, em poucas semanas, uma atualização para desativar o recurso que impede o funcionamento de cartuchos não-oficiais. A má notícia é que a HP parece bastante comprometida com o DRM em seus cartuchos de impressora.

[HP via The Washington Post]

Foto por AP