Um novo relatório sobre proliferação nuclear é – quem diria! – um pouco assustador, revelando alguns fatos desconcertantes sobre bombas nucleares e quem as possui. A conclusão é: olha, nós fizemos bombas demais.

O relatório “Além do Reino Unido: Tendências em Outros Países Nucleares” é cheio de números radioativos, segundo o site Mother Jones.

Estima-se que mais de 128.000 ogivas nucleares foram construídas desde 1945, 98% das quais pelos EUA e União Soviética/Rússia.

Isto deixa muitas bombas nucleares de fora. Reino Unido e França são abertas sobre seu programa nuclear, mas China, Índia, Paquistão, Israel e Coreia do Norte não fornecem qualquer informação. Claro, o número de ogivas construídas é desde 1945, então algumas já foram usadas, e muitas foram aposentadas:

No terceiro trimestre de 2010, os nove estados com armas nucleares possuíam aproximadamente 22.400 ogivas intactas. 95% delas pertenciam aos EUA ou Rússia.

Novamente, as duas ex-potências nucleares ainda detêm a maioria dos brinquedos de plutônio. 22.400 é uma queda considerável de 128.000 – parabéns, humanos! – mas esses números ainda são altíssimos. São necessárias apenas uma fração disso para acabar com a raça humana. Pelo menos se uma não funcionar há outras de reserva, certo? [Relatório via Mother Jones]