A inteligência artificial AlphaGo, do Google, não é imparável. No sábado, ela ganhou três de cinco partidas em uma série contra Lee Sedol. No entanto, ontem o competidor humano finalmente teve um triunfo.

Lee Sedol, 33, tinha ficado incomodado após ter perdido, chegando até a pedir desculpas por não ter ganhado da máquina. Ontem, ele estava um pouco mais otimista após sua vitória, ressaltando que “nunca tinha sido tão parabenizado por ter ganhado uma partida!”. Agora, o placar está 3 a 1 para a inteligência artificial do Google.

Segundo a equipe do AlphaGo, a máquina cometeu um erro no início do jogo e só percebeu após alguns movimentos:

“O erro foi na jogada 79, mas o #AlphaGo só entendeu [a falha] perto da jogada 87”, escreveu Demis Hassabis, CEO da DeepMind, que foi recentemente comprada pelo Google

A máquina desistiu após 5 horas, fazendo com que Sedol saísse vitorioso. Como os dois jogaram mais de uma vez, eles passaram a entender como cada um agia em cada partida, de acordo com o comentarista sul-coreano Song Taegon:

Parece que Lee Seedol consegue agora entender melhor o AlphaGo e como a inteligência artificial movimenta as peças. Para a quinta partida, será uma batalha bem melhor, pois eles já se conhecem.

Com isso em mente, será interessante ver como vai ser a próxima. A partida será exibida na terça-feira (15). Será que Sedol aprendeu o suficiente sobre a máquina para poder vencer de novo?

Apesar da vitória, a máquina já ganhou oito de nove partidas que participou. Mesmo agora que sabemos o AlphaGo não é invencível, foi sensacional o triunfo da inteligência artificial. Aliás, O Go é um jogo bem difícil, que conta com um número enorme de possibilidades de movimentos para serem computados.

A vitória de Lee Sedol mostra que há ainda algum lampejo de esperança para a humanidade.

[The Verge]

Imagem do topo: AP Images