Você pode não saber exatamente o que é alumina – nós não sabíamos também. Mas milhares de húngaros descobriram da pior maneira, depois que litros do material vazaram de uma fábrica, atingindo vilarejos e forçando o governo a declarar estado de emergência no país.

Ondas de uma lama tóxica vermelha escaparam de um reservatório gigante usado por uma refinaria de bauxita – que produz alumina, para depois transformá-lo em alumínio comum -, matando quatro pessoas e causando queimaduras químicas em mais de 120. Os diretores da fábrica tiraram o corpo das acusações, dizendo que não houve nenhum sinal de vazamento, e que mesmo que tenha acontecido, a substância não é considerada tóxica pelos padrões da União Europeia, e que 98% dos resíduos continuam intactos. Porém, esses 2% – cerca de 184.920.431 galões de lama corrosiva – se mostraram bem mais perigosos do que a fábrica imaginou – o bastante para cobrir campos inteiros, alagar casas e expulsar moradores. “Minha banheira está lotada dessa lama… quando o estouro da barragem aconteceu, o som foi terrível. Eu estava no jardim, e tentei subir os degraus da varanda correndo, mas a lama subiu mais rápido do que meus passos”, disse uma das vítimas. [Reuters]