O Instagram, mais sensacional app de fotografia do iPhone, mudou a minha relação com a câmera do celular depois que comprei o iPhone 4. Agora, pelo que garante o desenvolvedor, donos de Androids poderão se divertir um bocado com o programinha, que é simples e meio viciante.

O Instagram funciona assim: escolha ou tire uma foto, recorte, aplique um filtro e voilà: ela está pronta para ser admirada pelos seus “seguidores” dentro do Instagram e outras redes sociais que você escolher (Twitter, Facebook, Flickr, etc). As fotos tiradas pelos usuários que você escolhe seguir no app aparecem numa lista de updates como o Facebook e você pode comentar, “gostar” e tudo.

A mágica é que ele faz o upload (e download da foto de quem você segue) consumindo uma quantidade ridiculamente pequena de banda. E no fim, os filtros podem dar efeitos bem legais, transformando fotos ok em coisas bem impressionantes. A ótima câmera do iPhone 4 também ajuda, como você pode ver na minha galeria de coisas feitas com o Instagram no flickr (ele sincroniza, se você quiser). Eu sou fã das bordas imitando uma foto de Polaroid envelhecida:

O aplicativo/rede social alcançou 100 mil usuários na primeira semana e já passou de 1 milhão. É gratuito, tem constantes updates (2 novos filtros apareceram esta semana) e, segundo o co-fundador, Kevim Systrom, não há exatamente uma data para a chegada do Instagram no Android, mas eles estão trabalhando duro nisso: “Android é realmente importante para a gente, e eu sei que é importante para várias pessoas também.” Avisaremos quando este dia chegar. É importante, acredite. [via Techcrunch]