O Instagram tinha um bug que estava mantendo fotos e mensagens em seus servidores mesmo após o usuário deletá-las. A falha foi descoberta pelo pesquisador de cibersegurança independente Saugat Pokharel, que recebeu US$ 6 mil da companhia como recompensa. A falha já foi corrigida.

Pokharel descobriu o bug após baixar seus dados do Instagram, uma funcionalidade que está disponível desde 2018 e faz parte das regras da lei de proteção de dados europeia (GDPR). Quando ele olhou o download, encontrou fotos e mensagens privadas que já tinha apagado há muito tempo.



É normal que as empresas guardem os dados apagados por um período, como explica o TechCrunch. O Instagram, por exemplo, diz que leva cerca de 90 dias para as informações serem completamente deletadas de seus sistemas.

O pesquisador, no entanto, encontrou mensagens e fotos que tinham sido apagadas há mais de um ano e que puderam ser recuperadas por esse sistema de download.

“O pesquisador relatou um problema no qual imagens e mensagens apagadas de uma pessoa no Instagram ainda estavam inclusas em uma cópia de suas informações caso elas usassem a ferramenta Baixe suas Informações. Consertamos o problema e não encontramos nenhum sinal de abuso. Agradecemos ao pesquisador por relatar o problema para nós”, disse a companhia em um comunicado.