Um dos recursos mais cobiçados do Instagram deixará de existir em breve: o famoso “arrasta para cima”. A rede social confirmou que a função será substituída pelos stickers com link, lançados em caráter de testes em junho deste ano. Os usuários da plataforma já começaram a ser avisados da mudança, que entra em vigor a partir de 30 de agosto — ou seja, daqui exatamente uma semana.

Segundo o Instagram, a decisão de remover a opção de arrastar links para cima acontece para “agilizar a experiência de criação de Stories” e oferecer mais “controle criativo”, uma vez que os usuários podem formatar (mas não muito) o layout dos adesivos que aparecem junto das fotos e vídeos que somem após 24 horas. A companhia também espera que a mudança ajude “a determinar se é o caminho certo antes de expandir o acesso a mais pessoas”.

Imagem: Instagram

Vishal Shah, chefe de produto do Instagram, disse ao The Verge os stickers combinam mais com a maneira como as pessoas usam a plataforma atualmente. A principal diferença é que os adesivos linkados permitem que os outros usuários respondam o criador de conteúdo; links compartilhados pelo “arrasta para cima”, em contrapartida, não oferecem essa possibilidade.

Neste primeiro momento, apenas pessoas que já possuem o recurso de arrastar para cima poderão experimentar os adesivos com links embutidos. Ou seja, a regra para utilizar a novidade continua a mesma: ter ao menos 10 mil seguidores ou possui um selo de verificado na plataforma — este último não exige uma quantidade mínima de seguidores.

Links nos stickers

O uso alternativo de links nos Stories começou a ser testado em junho de 2021. Basicamente, é a mesma coisa do “arrasta para cima”, com a diferença que o recurso ficará alocado na seção compartilhada com outras funcionalidades, como adição de música, enquetes, hashtags, GIFs e menções. Na época, Shah comentou que os testes são uma forma de o Instagram estudar como as pessoas podem tirar vantagem da função na plataforma, sem tantas restrições.

Assine a newsletter do Gizmodo

A companhia diz ainda que vai analisar quais tipos de links são mais compartilhados, não apenas para entender o comportamento dos usuários, mas para evitar o engajamento de spam e desinformação. Shah também confirmou que não há planos de levar os links para o feed ou outras funções do Instagram. Logo, eles continuarão exclusivos dos Stories. Também não há uma data para que os adesivos linkados sejam liberados para todo mundo, não apenas em quem é verificado ou tem mais de 10 mil seguidores.

[The Verge]