Em outubro do ano passado, o Facebook havia anunciado que começaria a sinalizar em sua plataforma e no Instagram as postagens consideradas falsas. O objetivo seria combater a disseminação da fake news, principalmente diante da proximidade da eleição presidencial nos Estados Unidos.

No entanto, parece que a empresa tem exagerado um pouco na moderação e está censurando até mesmo imagens inofensivas que foram modificadas para fins artísticos.

Captura de tela: Toby Harriman

Toby Harriman, um fotógrafo de San Francisco, relatou que estava navegando pelo seu feed no Instagram quando se deparou, pela primeira vez, com um aviso pop-up de “Informação Falsa”. Intrigado, ele clicou na opção para visualizar o post e descobriu que era apenas uma imagem de um homem em cima de montanhas coloridas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

🌈🌿🌻 Would you rather be here right now? 😍 • 📸: DM for credit • 💜 Follow for more! @mixsociety_ · · ·

Uma publicação compartilhada por MIX Society (@mixsociety_) em

Conforme o Instagram já havia explicado anteriormente, a classificação é feita a partir de uma combinação de feedbacks dos próprios usuários e de tecnologia que analisa esses conteúdos que serão, posteriormente, enviados a moderadores independentes e terceirizados. Caso eles determinem que a imagem é, de fato, falsa, o conteúdo ficará oculto por um alerta antes que o usuário possa visualizá-lo.

Com isso, artistas que costumam divulgar seu trabalho na rede social podem encontrar dificuldades em ganhar visibilidade, pois os conteúdos classificados como falsos são removidos da aba Explorar e das páginas de hashtag.

[PetaPixel]