Durante a conferência F8, do Facebook, nesta terça-feira (1), Mark Zuckerberg falou sobre como o Instagram vai mudar nas próximas semanas. As melhorias incluem chamadas de vídeo, uma repaginação da aba Explorar, efeitos de câmera em realidade aumentada, filtros personalizados de marcas e censura de comentários com assédio.

• O Instagram agora permite que você exporte suas fotos, vídeos e mensagens
• Facebook vai lançar ferramenta para limpar seu histórico de navegação na rede e fora dela

O novo recurso de chamadas em vídeo permitirá que os usuários conversem com uma ou mais pessoas. “Você poderá simplesmente tocar em um novo ícone de câmera no topo de qualquer conversa por direct que você tiver e poderá conversar por vídeo individualmente ou em grupos”, explicou Zuckerberg. A tela de chat pode ser minimizada para que os usuários possam usar o recurso enquanto navegam pelo Instagram.

O Instagram também está lançando um novo design para a aba Explorar, trazendo categorias para que os usuários possam escolher diferentes tópicos — como “animais” e “nail art” —, em vez de apenas ver conteúdos que o app acha que você vai curtir.

O Instagram começará a apresentar a plataforma de efeitos de realidade aumentada que está disponível no Facebook há cerca de um ano. Qualquer pessoa poderá criar filtros e efeitos de rosto, e os usuários poderão experimentar os filtros que eles veem usados por outras contas no seu feed de Stories.

As marcas também vão invadir a plataforma — terceiros poderão criar filtros customizados. Zuckerberg anunciou que o Instagram estreará parcerias de filtros com Ariana Grande, BuzzFeed, Kylie Jenner e NBA, entre outros. Os Stories também permitirão integração com terceiros com apps como GoPro e Spotify. Então, por exemplo, os usuários poderão compartilhar uma música que estão ouvindo no Spotify diretamente no feed de Stories, em vez de ter que postar uma captura de tela.

Por fim, para tentar tornar o Instagram um lugar mais seguro, a empresa vai lançar um filtro contra bullying. O novo sistema vai contar, em grande parte, com aprendizado de máquina para censurar mensagens vistas como de assédio. O Instagram diz que o novo filtro está ativado desde já para todos os usuários, mas a configuração pode ser desligada dentro da seção de controle de comentários do app.