Em breve, o Instagram vai trazer um novo recurso de portabilidade de dados, permitindo que você tenha um maior controle sobre o conteúdo que já compartilhou no aplicativo. Um porta-voz confirmou o recurso para o TechCrunch nesta quarta-feira (11): “Estamos construindo uma nova ferramenta de portabilidade de dados. Em breve, você poderá baixar uma cópia do que você compartilhou no Instagram, incluindo suas fotos, vídeos e mensagens”.

• Instagram lança a função Foco, a “democratização” do modo Retrato do iPhone
• Snapchat anuncia recurso de conversa em grupo que o Instagram provavelmente vai copiar

Não está claro quando a nova ferramenta chegará, mas o TechCrunch aponta que as novas leis GDPR (regulação geral de proteção de dados), que devem chegar à Europa em breve, exigem que as empresas permitam que os usuários baixem cópias de seus próprios dados. Para obedecer à exigência, o recurso precisaria ser lançado antes de 25 de maio.

O Instagram, é claro, é de propriedade do Facebook. Idealmente, a portabilidade permite que os usuários controlem seus próprios dados e se movam livremente para sites de concorrentes. Mas isso levanta a questão: quem é o concorrente do Instagram? Flickr? Google Fotos? E quem é o concorrente do Facebook? A portabilidade é útil se você quer deixar o Instagram, mas, se você quiser um outro lugar para compartilhar fotos em uma comunidade vibrante e robusta, não existem muitas escolhas.

Usuários de Facebook já são livres para baixar seus próprios dados — ou seja, os dados que eles subiram na plataforma, não necessariamente todos os dados que o site coletou deles — e levá-los para outro lugar, mas mesmo o CEO da empresa, Mark Zuckerberg, teve dificuldades de responder ao ser indagado para nomear os concorrentes do Facebook. Para o Instagram, pelo menos, permitir que os usuários baixem suas fotos e mensagens é essencial para dar controle às pessoas sobre seus dados.

[TechCrunch]

Imagem do topo: AP