O AlphaGo, do Google, fez história no ano passado ao se tornar a primeira máquina a derrotar um jogador humano de topo de ranking de Go. Foi uma importante marca para a inteligência artificial, mas o AlphaGo não vai se safar tão facilmente. No próximo mês, o sistema especialista no jogo de tabuleiro de origem chinesa vai participar de um torneio de cinco dias que irá colocá-lo frente a frente com os melhores jogadores de Go da China, incluindo Ke Jie, o melhor do mundo. Humanos, a chance da redenção está em nossas mãos!

• As inteligências artificiais do Google serão treinadas diretamente do seu celular
• Batendo um papo com o Watson sobre obras de arte na Pinacoteca de São Paulo

Esta batalha entre homem e máquina se chamará Future of Go Summit e acontecerá em Wuzhen, na China, de 23 a 27 de maio. O evento é uma colaboração entre a Deepmind – empresa comandada pelo Google -, a China Go Association e o governo chinês. Além de apresentar uma mistura inovadora de formatos competitivos, a cúpula irá envolver palestras e painéis de discussão sobre o AlphaGo e o futuro da inteligência artificial em geral.

Neste ano que se passou desde a vitória do AlphaGo sobre o campeão mundial de Go Lee Sedol, praticantes deste jogo de tabuleiro de 3.000 anos de idade tiveram bastante tempo para refletir. Mas, em vez de serem tomados pelo desespero ou declararem o fim da jogabilidade com significado, seus jogadores têm trabalhado ativamente para entender o que aconteceu durante o torneio e como uma máquina alcançou algo que especialistas disseram que nunca seria feito. De forma notável, o jogo floresceu desde o torneio de março de 2016 entre o AlphaGo e Sedol, despertando inovações na jogabilidade que estão surpreendendo profissionais.

“Acredito que todos os jogadores, mais ou menos, foram afetados pelo Professor Alpha”, disse o jogador profissional de Go Zhou Ruiyang, em um post de blog da Deepmind. “O jogo do AlphaGo faz nos sentirmos mais livres, e nenhuma jogada é impossível de se fazer agora. Todos estão tentando jogar em um estilo que não foi testado antes.”

A emergência do AlphaGo mostra que ainda há muito a aprender sobre este jogo antigo, por isso a empolgação entre fãs de Go. De forma animadora, a Future of Go Summit vai incluir uma variedade de formatos envolvendo o AlphaGo e os melhores jogadores chineses. Como apontado no site da Deepmind, esses formatos são:

Pair Go: Um jogo em que um jogador profissional chinês vai jogar contra outro, exceto que ambos terão seu próprio parceiro de equipe AlphaGO, alternando jogadas, levando a sério o conceito de ‘aprender juntos’.

Team Go: Um jogo entre o AlphaGo e um time de cinco jogadores com os melhores jogadores profissionais da China, trabalhando juntos para testar a criatividade e a adaptabilidade do AlphaGo a seu estilo de jogo combinado.

Ke Jie vs AlphaGo: É claro, a peça central do evento será uma partida clássica de 1×1, com três jogos entre o AlphaGo e o jogador número um do planeta, Ke Jie, para empurrar o AlphaGo a… seus limites.

A disputa de três jogos entre o campeão mundial Ke Jie e o AlphaGo será especialmente épica. Essa partida tão esperada quase não aconteceu, já que Jie estava preocupado que a máquina fosse copiar sua estratégia de jogo. Jie aparentemente mudou de ideia após a derrota de Sedol no ano passado. Quanto a quem vai vencer, isso é impossível de prever; Jie é o campeão mundial, e Lee Sedol mostrou que o AlphaGo é capaz de perder (mesmo que tenha sido apenas um jogo). Ao mesmo tempo, o AlphaGo está consistentemente melhorando a cada jogo que disputa. A partida “Team Go”, em que cinco jogadores profissionais humanos colocarão suas cabeças lado a lado contra o AlphaGo, também deverá ser bem interessante.

Quanto ao Pair Go, esse é meio sem graça. Os organizadores perderam uma oportunidade de preparar algumas partidas similares ao xadrez avançado, em que humanos e máquinas se juntam. Então, em vez de alternarem jogadas, cada equipe consistiria de um jogador humano e um AlphaGo, com o humano podendo usar a inteligência artificial como uma ferramenta de tomada de decisões. Esse é, na verdade, um dos aspectos mais interessantes da pesquisa de inteligência artificial hoje em dia. Sozinhos, humanos e inteligência artificial são limitados, mas juntos são capazes de feitos cognitivos extraordinários.

Além desses jogos, o evento apresentará um fórum sobre o “Futuro da IA”, juntando alguns dos principais especialistas da China no campo. Palestrantes vão discutir como o AlphaGo conseguiu ficar tão bom em Go e como essa tecnologia poderia ser usado em qualquer outro lugar.

[Deepmind via TechCrunch]

Imagem do topo: Deepmind