Quando se trata de ruídos indesejados, silenciar armas é a mesma coisa que silenciar gente reclamona. No fim, trata-se de lidar com gás quente.

Quando uma rolha sai de uma garrafa de champanhe, uma tampa se abre de um pote quente, ou uma bala é atirada de uma arma – todos eles resultam em som. Lança-se gás em alta pressão tão de repente que nós ouvimos as ondas da pressão que ele faz à medida que as ondas viajam pelo ar.

O vinho espumante é engarrafado sob pressão. Tampas de potes abrem com barulho porque o ar dentro deles se aquece e se expande. Um projétil explode de uma arma quando a pólvora atrás da bala pega fogo. Ela queima e solta gases de forma violenta e rápida. A bala é a "tampa", que fica entre os gases e o ponto de saída mais fácil do cano da arma, e então ela é lançada ao ar. O gás por trás dela colide com o ar, fazendo o "bang" que muitos associam com armas de fogo.

Silenciadores, ou supressores de ruído, são formas de reduzir a velocidade, volume e temperatura deste gás. Eles fazem isto usando várias estruturas. Uma delas é a câmara grande presa ao final do cano da arma. Ela dá ao gás em expansão um lugar onde se expandir. É uma pequena antessala, onde uma parte do gás pode ficar, em vez de ser lançado da arma completamente. Outra estrutura é uma série de câmaras menores, quase que uma colmeia feita de metal. As muitas câmaras tornam descontínuo o fluxo de gás, interrompido por desvios. A colmeia também faz o gás fluir por uma superfície grande e de metal. Metais absorvem bem o calor. Todo o calor que passa pelo metal vem apenas do gás. Como o calor faz o gás se expandir, perder calor o fará se contrair. Essa contração significa pressão menor, ou seja, ruído menor.

Mas o ruído não é eliminado. Quando a maioria das armas de fogo é disparada, elas criam não apenas um bang – elas geram dois. O primeiro é o gás em expansão. O segundo é um boom sônico, quando a bala quebra a barreira do som. E não há nada que um silenciador possa fazer em relação a isso.

Alguns silenciadores, especialmente aqueles em filmes, não conseguem fazer nada para eliminar nenhum dos dois ruídos. Muitos silenciadores de filmes são apenas objetos enfiados no final do cano da arma. Às vezes são sólidos, como batatas, ou às vezes são cheios de coisas que supostamente deveriam abafar o som.

No filme Atirador, de 2007, fizeram um silenciador com uma lata cheia de meias. Ele teria sido melhor apenas com a lata, já que as meias só ocuparam o espaço no qual o gás poderia se expandir. Encher o silenciador com objetos, em geral, é inútil.

O único preenchimento que pode ser útil ao se fazer um silenciador é metal. Ele não permite que o gás se expanda, mas pode absorver parte do calor. Malha de aço, fio de metal, limalha de ferro, qualquer coisa que sugue parte do calor do gás em expansão.

Quem estiver querendo ser um atirador, emprego sempre em alta no mundo, não vai se dar bem com estas informações. Supressor é um termo menos comum para silenciador, mas é um termo mais preciso. Muitos sites comparam um tiro suprimido com o som de uma porta batendo, ou de um escapamento de carro estourando. Só com supressores não dá para invadir o campo inimigo enquanto todos dormem e ir matando um a um sem ninguém perceber. O máximo que se consegue é convencer momentaneamente as pessoas em uma área um pouco movimentada, não muito próximas à arma, de que o ruído que ouviram não é um tiro. Então se você precisa ser stealth, melhor pegar um arco e flecha. [eHow e Softpedia]