As grandes atualizações anuais de software da Apple, iOS 14 e macOS Big Sur, incluem muitos novos recursos de privacidade e segurança para bloquear dados e proteger seus dispositivos. Mas como tudo ainda é bastante novo, pode ser que você fique perdido ao navegar por tantas configurações.

Abaixo estão algumas das principais novas funções que prometem uma segurança ainda maior no seu Mac ou iPhone.

Avisos de violação de dados

O iOS e o macOS já ofereciam a sincronização de senhas via iCloud e emitia um alerta ao lado das senhas que foram usadas mais de uma vez ou que eram fáceis de adivinhar. Com o iOS 14 e o macOS Big Sur, você também receberá avisos se alguma de suas senhas ou credenciais de login aparecerem em uma violação de dados tornada pública na web.

Para verificar as senhas armazenadas em seu nome, abra o Safari e escolha Safari, Preferências e Senhas no macOS, ou vá em Senhas em Ajustes no iOS.

Relatórios de privacidade dos sites

Se você abrir o Safari no iOS 14 ou macOS Big Sur, poderá acessar novos boletins de privacidade. Toque no ícone AA na barra de endereço e em Relatório de Privacidade no seu telefone, ou clique no ícone de escudo à esquerda da barra de endereço no seu computador. Você pode ver quantos rastreadores o Safari bloqueou em um site específico, bem como o total de bloqueios ativos nos últimos 30 dias.

Este bloqueio de rastreador no Safari não é novo, mas agora você obtém um relatório mais detalhado das etapas que estão sendo executadas e quais sites (ou redes de anúncios) são os piores infratores quando se trata de tentar monitorar o que você está fazendo na internet.

Cards de privacidade de apps

Esse recurso ainda não foi lançado no iOS 14 e no macOS Big Sur, mas a Apple está trabalhando com desenvolvedores em cards de privacidade de aplicativos. Eles funcionam de forma semelhante aos rótulos nutricionais em embalagens de alimentos, fornecendo uma visão geral rápida dos dados que um app terá permissão para coletar – e como essas informações podem ser compartilhadas com terceiros. Quando os cartões forem lançados, você os verá na App Store.

Limites para rastreamento de apps

Outro recurso que ainda não foi disponibilizado, mas que está a caminho, são os controles mais rígidos sobre a forma como os aplicativos no iOS podem te rastrear e segmentar os anúncios que aparecem durante a navegação.

A Apple quer que esse tipo de rastreamento seja uma permissão explícita concedida pelo usuário, mas o Facebook diz que é injusto com anunciantes e serviços gratuitos que dependem de publicidade. Afinal, muitos usuários não optam por rastreamento extra. No blog da companhia para desenvolvedores, há mais informações sobre o recurso.

Sinais de aviso

Seu iPhone agora mostrará uma pequena luz indicadora na parte superior da tela se um aplicativo estiver acessando sua câmera (uma luz verde) ou microfone (uma luz laranja). Os apps exigem permissão explícita para usar esses recursos, mas pode haver algum que você tenha esquecido ou que esteja usando essas permissões de forma indevida.

Arraste para baixo a partir do canto superior direito da tela para exibir a Central de controle, e os aplicativos que utilizaram recentemente a câmera ou o microfone ficam listados acima dos botões e widgets. É outra maneira de verificar se os apps estão ligados.

Os Macs vêm com a própria luz de aviso verde quando a webcam está sendo acessada, então isso não é novidade no macOS Big Sur. Para verificar quais aplicativos podem usar o quê, vá para Segurança e Privacidade e, em seguida, Privacidade em Preferências do Sistema em um Mac, ou o menu Privacidade em Ajustes no iOS.

Cópia da área de transferência

Se você iniciar ou alternar para um aplicativo no iOS 14, e esse aplicativo ler o que está na área de transferência antes de você fazer qualquer coisa, o sistema operacional irá avisá-lo sobre isso – algo que colocou algumas ferramentas conhecidas em perigo durante o teste beta. Os próprios apps argumentaram que estavam tentando acelerar os processos para o usuário (pré-carregar um URL de site que está na área de transferência do dispositivo, por exemplo), mas não é uma função bem-vinda do ponto de vista da privacidade.

A maioria dos aplicativos já se recuperou a tempo para o lançamento completo e final do iOS 14, mas se você vir uma dessas mensagens aparecer na parte superior da tela do iPhone, você sabe do que se trata. Esse recurso não existe no macOS (por enquanto).

Localização precisa

Se você deseja que um aplicativo saiba sua localização aproximada, como a vizinhança em que você está, mas não exatamente onde você está, uma nova configuração de privacidade no iOS 14 torna isso possível. Em Configurações, vá para Privacidade, Serviços de localização e escolha qualquer app. Você pode desativar o acesso ao seu local preciso, se achar necessário.

Acesso limitado a fotos

A Apple aplicou o mesmo tipo de restrições ao acesso ao rolo da câmera e à localização no iOS 14. Abra Ajustes e vá em Privacidade e Fotos, toque em um aplicativo e você pode alterar sua permissão de acesso de Todas as fotos para Fotos selecionadas — muito útil se você deseja que um app acesse apenas um número específico de fotos ou um determinado álbum, em vez de todas as imagens do seu iPhone. Até agora, esses controles granulares de localização e acesso às fotos não foram estendidos ao macOS.

Espionagem de Wi-Fi

Se você tocar em uma conexão Wi-Fi na tela de configurações do iOS 14 e, em seguida, no ícone de informações azul ao lado de sua rede atual, você verá uma nova entrada chamada Endereço Privado. Isso é ativado por padrão e fornece ao seu dispositivo um endereço MAC diferente quando você se conecta a redes diferentes. Isso torna mais difícil para aplicativos, sites e a empresa fornecedora de internet rastrear seu iPhone em vários pontos Wi-Fi. Por enquanto, essa opção não existe no macOS.