Antes da chegada da próxima leva de iPhones, o renomado analista de produtos Apple Ming-Chi Kuo já trouxe informações sobre os três novos modelos de iPhone que ele espera ver no último trimestre de 2018. Porém, recentemente, novos detalhes de Kuo surgiram no site chinês Feng sobre o próximo iPhone de 6,1 polegadas e sua aparente falta de 3D Touch.

• Parece que a Apple está preparando o lançamento de iPhones mais baratos
• Troca de tela com peças originais está zoando o controle de brilho dos iPhones

De acordo com o Kuo, o dispositivo de 6,1 polegadas — que supostamente traz uma tela LCD em vez de uma OLED e será o mais barato dos três — usa um Cover Glass Sensor localizado na superfície da tela do aparelho, em vez de ter sensores de toque embutidos no próprio display, como a Apple fez em iPhones anteriores. O benefício dessa construção é que ela poderia tornar a tela do iPhone mais forte e resistente a rachaduras, o que, baseado no número de aparelhos da Apple que eu vejo com telas quebradas por aí, seria uma melhoria muito necessária.

O ponto negativo dessa construção, no entanto, é que, de acordo com Kuo, essa nova técnica de sensibilidade ao toque, que inclui um novo sensor de película fina, vai aumentar o custo total da tela de US$ 23 a US$ 26. Portanto, em um esforço para equilibrar o preço mais alto dos componentes, Kuo diz que a Apple pode largar o 3D Touch no próximo iPhone de 6,1 polegadas.

Supostamente, a Apple poderia simplesmente usar telas parecidas com aquelas do iPhone 8, ao mesmo tempo em que elimina o 3D Touch e reduz os custos ainda mais. Entretanto, parece que essa opção não está disponível, e, com rumores de qua a Apple está tentando manter o preço do novo iPhone de 6,1 polegadas entre US$ 700 e US$ 800, matar o 3D Touch pode ser a maneira como a Apple planeja alcançar isso.

E parece que acabar com o 3D Touch nesse modelo pode ser apenas o começo, já que Kuo sugere que, a partir de 2019, a funcionalidade do 3D Touch poderia ser tirada de todos os modelos de iPhone. Em uma pesquisa informal com funcionários do Gizmodo, a maioria dos usuários de iPhone disse que não se importaria se o 3D Touch desaparecesse, com várias pessoas apontando que a última vez em que usaram o recurso havia sido por puro acidente.

Entretanto, um pequeno número de usuários do 3D Touch se mantém fiel ao recurso, citando o quão útil ele é, especialmente ao usar o teclado no iOS, que pode ser pressionado para usar um cursor que facilita a edição de texto.

Quando a Apple apresentou o 3D Touch pela primeira vez no iPhone 6S, o recurso foi amplamente usado para trazer novos menus contextuais ao pressionar com força um ícone de app ou menu. Entretanto, desde então, a Apple não fez muito para ampliar a funcionalidade do 3D Touch ou acrescentá-la a outras áreas do iOS.

Para as pessoas que não estão exatamente prontas para desistir do 3D Touch, Kuo alega que, embora o iPhone menos caro de 6,1 polegadas não vá tê-lo, as versões mais premium, os sucessores do iPhone X, de 5,8 polegadas e 6,5 polegadas, devem manter o recurso vivo por pelo menos mais um ano.

Portanto, acho que a verdadeira pergunta é: você sacrificaria o 3D Touch em troca de um iPhone mais barato e resistente? O 3D Touch é algo de que você não sentiria falta quando desaparecesse?

[Mac Rumors]

Imagem do topo: Sam Rutherford/Gizmodo