De acordo com o portal “The Verge”, o iPhone 16 deve ser o primeiro a ter uma tela que ocupe todo o espaço disponível na parte frontal do dispositivo. A informação vem de um conhecido analista da Apple, Ming-Chi Kuo, que afirma que a empresa deve lançar um smartphone com Face ID e a câmera sob da tela nos próximos anos.

Seguindo o que Kuo disse em seu perfil do Twitter, o iPhone com câmeras e sensores sob a tela devem chegar ao mercado em 2024.

Acho que o iPhone com uma tela cheia deve chegar em 2024. Eles devem adotar uma câmera frontal sob a tela ao lado do Face ID também sob a tela. Uma condição de pouca luz é prejudicial à qualidade da câmera frontal, e o processador de sinal de imagem e o algoritmo são essenciais para melhorias de qualidade

Desde o iPhone X, a empresa tem adotado uma estratégia de maior aproveitamento de espaço de tela, mas com o notch, um entalhe na parte superior do display que abriga a câmera frontal e alguns sensores do aparelho. O notch inclusive foi parar nas últimas versões de notebooks da empresa e muitos fãs da marca não gostam muito desta ideia.

Nos últimos anos, os proprietários de iPhones pediram à empresa para retornar com o Touch ID nos dispositivos mais novos. Isso ocorreu principalmente por conta da pandemia de coronavírus e da necessidade do uso de máscaras, o que a utilização do Face ID para desbloquear o aparelho celular, já que o recurso não conseguia identificar o rosto do usuário.

Na última atualização do IOS 15, a Apple incluiu o recurso que permite o reconhecimento facial dos usuários mesmo com máscara. A empresa alertou que a funcionalidade não é tão segura quanto o reconhecimento sem máscara, mas após o lançamento do recurso, os pedidos para o retorno do Touch ID praticamente acabaram.

Amazon em oferta: iPhone 13 Pro Max está R$ 1.500 mais barato

Apple vai recusar conserto de iPhones roubados

Reflexos da guerra: Apple reduz produção de iPhone SE

Assine a newsletter do Gizmodo