Quem disse que bomba é privilégio de halterofilista chinesa? A rapaziada dos games também está caprichando no doping. Afinal, o grande barato – pelo jeito – é o aumento da performance. Pelo menos é o que dá para deduzir da entrevista da Game Player Australia com Alex Walker, diretor do próximo campeonato World Cyber Games. O rapaz foi colocado contra a parede com a pergunta: os jogadores profissionais estão tirando vantagem de estimulantes ou outras drogas antes da batalha? A resposta do cara: Hein???

Com a palavra, Alex:

"Os gamers que tomem todas as drogas que quiserem, desde que seja bem longe da área do torneio. Ninguém lá tem grana para contratar uma agência para cuidar de doping ou coisas do tipo. Ou então estabelecer padrões a respeito. O mundo dos games não é grande, nem estruturado para que isso aconteça."

E a pergunta inevitável: o que é melhor para jogar: cerveja, maconha ou anfetaminas?

"Tem gente que diz que fuma um baseado antes das provas para ficar melhor. Isso acontece sim. Eu já vi um monte de jogadores chegando chapados em campeonatos, pra poder jogar melhor. Parece que a coisa funciona mesmo. O único senão é que eles não podem levar o bagulho com eles."