Lembra quando a Força Aérea americana comprou um monte de consoles da Sony e os juntou num só? Já parou para pensar por que os militares fizeram algo assim? Bem, não foi para jogar Killzone, pode ter certeza.

Realmente, você não poderá mandar esse jogo – e nenhum outro jogo de disco do PS3 – mesmo que você tente muito, já que cada PS3 da foto teve a funcionalidade do drive de Blu-ray removida.

No total, 1.760 consoles foram unificados com “168 unidades de processamento gráfico separadas e 84 servidores de coordenação” para formar o que as Forças Aéreas batizaram de “o computador interativo mais rápido de todo Departamento de Defesa”. Ele também é, segundo os militares, o 33º maior computador de todos os tipos do mundo.

Esse monstro criado com PS3s terá vários usos, como na pesquisa de inteligência artificial, na aceleração do processamento das imagens enviadas por satélites e no aumento da capacidade de radares.

Curiosamente, apesar de ter colocado esse monstro no ar há pouco tempo, Mark Barnell, do Laboratório de Pesquisas da Força Aérea reconhece que o processador Cell que movimenta o PS3 não é mais o velocista que era em seu lançamento, e afirma que eles já estão “pensando no futuro e preparando novos projetos com a próxima geração de arquitetura de chips”.

O que é um modo formal de dizer “nós estamos planejando a compra de 2.000 Playstation 4s nos próximos anos”. [Cleveland.com via Gamasutra]