No dia em que a Nokia anunciou sua parceria com a Microsoft para utilizar o Windows Phone 7 como sua nova plataforma de smartphones, milhares de funcionários deixaram seus postos na Finlândia para protestar. Grande parte deles era desenvolvedor do Symbian, sistema que a Nokia deve deixar de lado. Empolgada com a possível debandada, a Samsung publicou um anúncio para atrair os dissidentes para a empresa. Mas se engana quem imagina que o convite é para desenvolvimento de Android, a plataforma que os coreanos usam em seus principais aparelhos. Eles querem desenvolvedores para o… Bada.

Eis a mensagem enviada a um grupo de engenheiros indianos:

Se você é um desenvolvedor Symbian insatisfeito com os recentes anúncios da Nokia e está buscando uma nova plataforma para mostrar seu talento, estamos dizendo ´Olá!´ e ´bem-vindo ao bada´”

No meio de Androids, iOS e WP7s, a Samsung ainda enxerga com bons olhos o Bada, sistema operacional proprietário criado pela empresa que nós já vimos no Samsung Wave. Além de ter um hardware com ótimo acabamento, o smartphone vem com um sistema que parece uma mistura interessante de Android e iOS. Veloz, bonito e inteligente, o sistema até pode ter futuro… se tivesse aplicativos. A ausência de uma loja digna deixa o Bada há quilômetros de distância da concorrência. No fim das contas, a sensação é que o Wave poderia ser um sucesso absoluto se tivesse alguma versão do Android carregada em sua alma.

Talvez por isso a ideia seja tirar alguns desenvolvedores da Nokia. Mesmo o Wave sendo vendido como smartphone topo de linha, a Samsung já indica que o Bada será utilizado para aparelhos de médio custo, cenário que os desenvolvedores do Symbian conhecem bem.

Resta saber se os desenvolvedores da antiga plataforma preferida da Nokia estão dispostos a embarcar num sistema que pode ter o mesmo futuro de seu atual emprego em pouquíssimo tempo. Pelo andar da carruagem, o convite pode ser traduzido assim: “Olá, você está numa canoa furada finlandesa? Venha para a coreana”. [Info]