O Leap Motion vem sendo comentado há um bom tempo. Ele promete facilitar o controle do computador através de gestos. E enfim foi lançado hoje, nos EUA, e os primeiros reviews começaram a pipocar pela internet. Será que cumpriu a promessa? Aparentemente, não totalmente. As análises do Leap Motion chegam à mesma conclusão: ele é promissor, mas ainda precisa melhorar. E, ao contrário do que pensávamos, não é tão fácil de usar como parece.

O Leap Motion vem no formato de uma pequena caixa retangular (79 x 30 x 11mm) que você conecta ao seu computador e realiza os movimentos próximos a ela. Você pode, por exemplo, levantar o braço suavemente para fazer scroll na tela do computador. O acessório custa US$ 80 dólares e conta já com uma loja de aplicativos com cerca de 75 títulos – impressionante para uma tecnologia nova, mas é bom ressaltar que a maior parte é formada de jogos, alguns bem conhecidos e encontrados em várias outras plataformas, como Cut The Rope.

ku-xlarge

A configuração do Leap Motion é extremamente simples. Você conecta no seu computador (ele é compatível com Windows e Mac) e rapidamente pode começar a balançar os braços para controlá-lo. Há um pequeno tutorial na primeira vez que você liga o Leap Motion: você mexe as mãos para ver algumas partícular reagirem na tela, e depois vê uma recriação digital das suas mãos respondendo em tempo real aos movimentos dos seus dedos. Não é preciso fazer nenhum tipo de calibração e você pode escolher entre diferentes configurações, de “intro”, para movimentos básicos com um ou dois dedos, até “advanced”, que permite gestos mais complexos usando combinações de três ou quatro dedos.

A resposta é rápida, o que é fundamental para controles por gestos – o lag torna a tecnologia praticamente inútil e pouco atrativa. Mas Eric Limer, do Gizmodo US, ressalta que, por mais que o Leap Motion seja divertido, ele não vai substituir as outras formas de controle do seu computador.

Assim que você encontrar os pontos certos e se adaptar, os controles por gestos vão ser surpreendentemente divertidos considerando que muito deles são mais ou menos emulações pouco eficientes de tecnologia de touchscreen. Você não vai querer esquecer do seu mouse (nem do teclado) por causa dos gestos, mas dar zoom no planeta no Google Earth balançando as mãos é incrível.

original (1)

Essa mesma questão foi levantada por Dann Berg, no The Verge. A ausência de uma resposta física ao seu movimento – como, por exemplo, você sentir a tela de toque na ponta dos seus dedos quando mexe em um tablet – é algo que precisa ser melhorado no Leap Motion.

“A grande visão da Leap Motion é permitir que você ‘faça coisas no seu computador do mesmo jeito que faz na vida real’, mas o controle não cumpre totalmente a promessa. Quando eu escolho meu andar em um elevador, eu posso sentir o botão respondendo ao meu toque. Se eu pego uma bola de baseball, poso posicionar meus dedos para lançar uma bola com efeito ao sentir as linhas acentuadas no couro liso. Com o Leap Motion, minhas mãos simplesmente flutuam livremente pelo ar.”

Este é um dos problemas. A linha de aprendizado também é maior do que o esperado – o Leap Motion não é tão simples como parece ser. Eis o que Rachel Metz, do Technology Review, tem a dizer sobre isso:

“No geral, senti como se nunca conseguisse fazer os controles funcionarem como eu queria. Com o app AirBeats, por exemplo, tentei mexer minha mão em um padrão consistente para acertar o bumbo na tela, mas ele não tocava com uma batida consistente.”

E, como Michael Gorman do Engadget disse, o Leap Motion ainda não é preciso o suficiente para ser a sua única forma de navegação pelo sistema operacional.

“No geral, por mais que nosso controle sobre o dispositivo melhorou com o tempo, ele nunca foi preciso o suficiente para navegar pelo Windows (ou Mac), seja no modo desktop ou na UI moderna – e isso é um grande golpe na usabilidade diária do Leap Motion.”

Portanto, o Leap Motion é promissor, mas ainda não está pronto. Ele sofre o mesmo que muitas tecnologias novas – ele é novo, ainda precisa ser aprimorado em muitos pontos, mas, assim que tudo for consertado, ele tem potencial para realmente modificar a forma como controlamos o computador.

Ele começou a ser vendido hoje por US$ 80. O pedido pode ser feito por aqui, mas vale lembrar que o Brasil foi removido da lista de países que receberão o dispositivo – a empresa alega que o alto custo para enviar para cá inviabiliza a entrega. Estamos em contato com a Leap Motion para saber se isso irá mudar em breve – nas últimas semanas, o Brasil ressurgiu na lista por alguns dias, mas já sumiu de novo. Se você foi um dos que fez o pedido antes da remoção do Brasil da lista, não precisa se preocupar – a Leap promete enviar da mesma forma.

O Gizmodo Brasil vai receber um Leap Motion nos próximos dias e prepararemos um review mais profundo sobre ele, então fique ligado! [The Verge, Gizmodo US, Engadget, Technology Review]