No vai e vem de confirmações e adiamentos, mais uma notícia sobre a data em que supostamente acontecerá o tão aguardado leilão do 5G no Brasil. De acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD-RN), o evento agora tem previsão para ser realizado entre o fim de setembro e a primeira quinzena de outubro.

A declaração do ministro aconteceu durante uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (18), após o julgamento do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a validade do edital do leilão. Faria declarou que o leilão acontecerá “no mais tardar” em outubro, quando só então saberemos quais empresas levarão as frequências da nova tecnologia.

Faria também teve o apoio dos demais ministros, que se mostraram favoráveis à proposta do leilão. Uma nova discussão está agendada para a semana que vem, quando o edital do 5G voltará para a pauta do Ministério das Comunicações e do TCU. Por conta disso, Faria explicou que ainda não é possível cravar uma data exata para o leilão acontecer, mas que, após decisão final do TCU, o edital será encaminhado à Agência Nacional de Telecomunicações. Uma vez aprovado pela Anatel, o edital será publicado em até sete dias, e o leilão poderá acontecer em um prazo de mais 30 dias.

“@TCUoficial já formou MAIORIA e favor do edital do leilão 5G e a análise será finalizada na próxima quarta-feira (25). Mais um passo para um Brasil mais conectado e tecnológico!”, comemorou o ministro em uma postagem nas redes sociais. Durante a coletiva, Faria ainda acrescentou que R$ 40 bilhões serão investidos em telecomunicações para “diminuir e zerar o deserto digital” que atinge o País.

Vale relembrar que o ministro das Comunicações disse em junho que o leilão deveria ocorrer no final de julho, o que não aconteceu. Ele também afirmou que, até julho de 2022, todas as 27 capitais brasileiras terão suporte para a tecnologia 5G operando nas novas frequências. Como houve mais um atraso na realização do leilão, é bem provável que essa data seja postergada em algumas semanas, ou até meses. Vamos aguardar (só espero que não muito mais tempo).

[UOL Tilt]