Um fator que certamente ajudou a Samsung a quase dominar o mercado Android nos últimos anos foi fabricar componentes próprios e usá-los em sua vasta gama de aparelhos. Talvez por isso, a LG agora está fabricando seus próprios processadores.

O primeiro chip móvel da LG se chama NUCLUN e usa a arquitetura big.LITTLE da ARM. São quatro núcleos Cortex A15 de 1,5 GHz para o trabalho pesado, e quatro núcleos A12 de 1,2GHz que ajudam a economizar bateria.

Vimos essa configuração octa-core há muito tempo, implementada inicialmente pela Samsung no chip Exynos 5 Octa, presente no Galaxy S4. Mas é a primeira vez que a LG faz alo semelhante; antes, ela usava apenas SoCs de outras fabricantes, como a Qualcomm.

É uma estratégia interessante, à medida que a LG cresce no mercado de smartphones. A empresa ainda não divulgou o resultado do terceiro trimestre mas, entre abril e junho, as vendas de smartphones aumentaram 19,8% em relação ao mesmo período do ano passado, graças especialmente ao LG G3.

O processador NUCLUN fará sua estreia esta semana na Coreia do Sul com o LG G3 Screen, um phablet de 5,9 polegadas com tela IPS 1080p, 2 GB de RAM e Android 4.4 KitKat. A empresa ainda não revela quando veremos os novos chips em produtos ao redor do mundo. [LG]