Seu smartphone pode ser o seu segundo cérebro, mas ele também pode transformar você em uma pessoa sem senso de direção, quase sem nenhuma capacidade de se relacionar com outras pessoas e sem privacidade. Resolver esses problemas é fácil, mas primeiro você precisa aprender quais são eles. Eis aqui as coisas estúpidas que você está fazendo com o seu smartphone.

Coisa Estúpida #1: Você confia demais no seu smartphone, o que faz com que você esqueça números e endereços importantes

Muita gente acha que o seu smartphone está deixando você burro. Isso não é verdade, mas ocasionalmente confiar demais pode gerar problemas – pelo menos no que diz respeito a autossuficiência. Dependa demais de GPS curva-a-curva e você nunca irá aprender como chegar lá por si mesmo. Você provavelmente não consegue lembrar mais do que alguns poucos números de telefones dos seus contatos, o que não é problema até que acabe a bateria do seu celular e aconteça uma emergência. Apesar de você não precisar lembrar cada informação que passar pelo seu caminho, você pode se beneficiar armazenando certas coisas direto na sua massa cinzenta. Se você quer usar seu smartphone de uma maneira mais inteligente, ele precisa ser um suplemento – não um substituto – para as tarefas que você deveria ser capaz de fazer por si mesmo.

Para consertar este problema, pode ser uma boa ideia reprogramar sua memória. Você não está acostumado a reter informações que o seu smartphone fornece, então você precisa começar a levar um tempo para lembrar a informação que você solicitou. Quando você estiver vendo as informações sobre um caminho, olhe as indicações algumas vezes, repita em voz alta e tente lembrar-se delas conforme dirige até o destino. Você sempre pode aproveitar quando parar em um sinal para dar uma olhada caso esqueça uma ou outra curva, mas fazer o esforço para lembrar é o mais importante. Dessa maneira você será capaz de percorrer o mesmo caminho novamente sem a necessidade de olhar para as indicações. Depois de fazer viagens suficientes na mesma cidade, você saberá onde está sem a ajuda do seu celular.

Quando se tratar de lista de tarefas e números de telefone, não guarde simplesmente no seu celular. Escreva em um papel, com um lápis ou uma caneta de verdade. O ato de escrever pode realmente melhorar sua habilidade de aprender, então você irá aproveitar mais do processo. Além disso, olhe para os números de telefone antes de discá-los e fale em voz alta antes de ligar para ajudar a lembra-los. Uma solução fácil é trocar o nome dos seus contatos favoritos pelos seus respectivos números. Veja a sua lista de tarefas no começo do dia para que você saiba o que precisa ser feito, ao invés de ficar consultando a lista sempre que precisar fazer uma nova tarefa. Ter a tarefa na sua mente irá te tornar mais produtivo porque você será capaz de planejar o que e quando você irá fazer cada uma delas. Não há nada errado em guardar essa informação no seu celular, mas uma boa parte deve ser guardada no seu cérebro também.

Coisa estúpida #2: Você não paga US$1 por um ótimo app

Existem milhares de apps gratuitos para smartphones, mas às vezes tem um app melhor por um preço pequeno – um preço que muitos não pagam. Veja o caso do Sparrow, por exemplo. Você tem um cliente de e-mail gratuito que vem com o seu iPhone, e ele não é de todo ruim. O Sparrow, por outro lado, é fantástico – especialmente se você é usuário do Gmail. Ele custa atualmente US$ 2, e isso é um obstáculo para muitas pessoas, apesar dos elogios de amigos e de gente por toda a web. Quando a Apple começou a app store, e o Google fez a dele, nós entramos em um mundo onde o software se tornou muito barato. Não é incomum evitar pagar por algo porque nós sabemos que existem muitas opções disponíveis de graça. Mas algumas vezes, vale a pena.

Tente ver por outro lado: às vezes você paga R$ 15 em uma refeição que você poderia fazer por R$ 5 em casa. Mas você faz isso porque a refeição do restaurante vai ter um gosto melhor e você não vai ter que perder tempo cozinhando. O mesmo vale para apps: algumas vezes você deveria gastar alguns dólares em algo sensacional que irá te poupar tempo e esforço – ou simplesmente porque é muito legal. Se você está preocupado em gastar demais, determine um limite mensal para apps. Não apenas você vai ter um smartphone melhor e mais funcional, mas você estará apoiando desenvolvedores que trabalham duro para fazer coisas legais para você. Todo mundo sai ganhando.

Coisa estúpida #3: Seu aparelho notifica você sobre tudo

Seu sistema de notificação do celular é como um adestrador de cachorro e você, infelizmente, é o cachorro. Quando você é notificado o tempo todo, fica acostumado a constantemente pegar o seu aparelho para ver o que aconteceu. E é tão ruim que algumas pessoas sentem o aparelho vibrando quando não está. Se você já olhou seu celular porque você pensou que ele tinha vibrado, mas não tinha acontecido nada, você provavelmente habilitou notificações demais.

Eu deixo meu aparelho no silencioso a maior parte do tempo e simplesmente verifico periodicamente para saber se tem algo novo que eu preciso ver. Isso funciona bem para mim. Eu ainda não perdi nada urgente. Porém, isso não funciona para qualquer um. Pode ser que você precise de notificações conforme elas aconteçam no trabalho, ou simplesmente prefira ficar sempre atualizado. Neste caso, faça uma limpeza nas suas notificações para receber as coisas que você considera importante e ignore as que pode ver depois. Na maioria dos casos, isso significa editar as configurações de notificação de cada app e mantê-las ligadas, caso sejam importantes; desligar a vibração, se não forem importantes; ou desligar totalmente se for algo inútil. Isso irá minimizar suas distrações diárias e o ajudará a evitar ficar olhando seu celular a cada segundo.

Coisa estúpida #4: Você fica distraído com o seu smartphone enquanto dirige

Mandar mensagens de texto enquanto dirige é mais perigoso do que dirigir bêbado. Você sem dúvidas já ouviu isso antes, e provavelmente ainda está mandando mensagens de texto do seu carro – ou pelo menos dando uma olhadinha naquela última notificação – enquanto ainda está na estrada. Provavelmente você sabe que isso é ruim, mas o desejo de mandar aquela mensagem sobrepõe o bom senso no momento. Apesar de ser bem melhor não usar o seu aparelho enquanto dirige, é possível dirigir com segurança enquanto usa o seu celular – pelo menos de maneiras moderadas. A chave é manter seus olhos – e seu foco – na estrada.

Realisticamente, você sempre terá distrações no carro que irão atrapalhar a sua concentração. Manter essas distrações no mínimo irá ajudar você a dirigir com mais segurança. Isso significa usar controle de voz para mudar uma música ou enviar uma mensagem de texto enquanto está ao volante, e tanto o iOS quanto o Android tem funções de controle de voz. Se você está usando um modelo mais antigo de iPhone que não tem Siri, o Vokul pode quebrar o galho. Se você é um usuário de Android que quer uma assistente pessoal como a Siri, você tem várias opções. Controle de voz é uma maneira muito melhor de controlar seu smartphone sem tirar seus olhos ou o foco da estrada, mas ainda se qualifica como uma distração. A melhor opção, se você tiver que mudar de música, ou mandar uma mensagem de texto, é fazer isso em um semáforo. Como você estará usando o controle por voz, você conseguirá manter os olhos no semáforo para saber quando irá mudar, mas você não precisará prestar total atenção, porque o veículo não estará se movendo. Se você seguir essas regras, terá muito menos com o que se preocupar.

Coisa estúpida #5: Você não monitora suas configurações de privacidade

Seu smartphone guarda uma grande quantidade de dados pessoais e isso nos leva a duas questões relacionadas à privacidade. A primeira é que se o seu aparelho for roubado, o ladrão terá fácil acesso aos seus dados. A segunda, que os apps no seu aparelho podem estar rastreando um tanto a mais de informações do que você gostaria. Ambos os problemas são bem fáceis de resolver.

Para resolver o problema do aparelho roubado, proteja o seu smartphone com senha e habilite a exclusão total (wipe) remota. Assim, ninguém terá acesso fácil aos seus dados pessoais e você poderá destruir os dados remotamente, caso tenha algo particularmente secreto.

Para evitar que o seu smartphone monitore você de maneiras indesejadas, agende uma vistoria de privacidade uma vez por mês. (A propósito, você deveria fazer isso na web e nos seus computadores também). Isso é fácil (embora um pouco limitado) em um iPhone, já que você pode apenas abrir o app Configurações e clicar em Serviços de Localização para habilitar ou desabilitar acesso de apps. (No iOS 6, essas configurações estarão em uma nova aba de privacidade, que permitirá escolher vários tipos de informação que um app pode acessar).

Gerenciar sua privacidade no Android é um pouco mais complicado, porém você tem um controle maior. Primeiro, você vai querer garantir que o seu aparelho não está rodando um Carrier IQ – um programa que é capaz de rastrear e relatar uma quantidade enorme de dados sem o seu conhecimento. Segundo, um app chamado Privacy Blocker pode fazer vistoria para você. Ele irá dar uma olhada nos apps instalados no seu Android e dar uma visão geral dos dados que eles estão coletando. Se um app estiver fuçando onde não deveria, apague-o.

Coisa estúpida #6: Você negligencia outras pessoas para dar atenção ao seu smartphone

A intenção das mídias sociais pode ser nos aproximar, mas ela é igualmente hábil em afastar pessoas. Quando você está passando tempo com outras pessoas, você não pode exatamente interagir com elas quando está usando o seu smartphone – é aquele maldito mito da multitarefa. Seu smartphone é um dispositivo destinado a manter você conectado com as pessoas com as quais você se importa. Quando você está com elas, o melhor é deixar o smartphone de lado. Resolver o problema costuma ser fácil assim.

Entretanto, se você se distrai com facilidade, desligue alertas e notificações. Se as pessoas com quem você está ficam constantemente verificando os aparelhos, gentilmente peça para que elas deixem de lado um pouco. A tecnologia é fantástica, mas muitas vezes vicia. Está sempre com você, diferente das pessoas. Então separe o seu tempo para smartphones e para humanos. É a melhor maneira de ficar conectado.


Alguns pequenos ajustes e o você está novamente usando o seu smartphone para o bem. Esquecemos algo importante? Compartilhe nos comentários.

Fotos por Gunnar Assmy (Shutterstock), Oleksiy Mark (Shutterstock), Poulsons Photography(Shutterstock), e Sashkin (Shutterstock).