Há algumas semanas, discutimos como e porque o Chrome está superando o Firefox entre usuários experientes, baseado em uma enquete com leitores do Lifehacker. Esta semana, vários sites de tecnologia estão destacando as mudanças na participação de uso dos navegadores entre setembro do ano passado e setembro deste ano.

Os números, do site StatCounter, indicam que o Firefox chegou a um ponto onde não cresce nem diminui (nada mal, mas não é boa notícia pra Mozilla); a participação do Internet Explorer caiu para abaixo dos 50% (e talvez o IE9 não consiga mudar isso); e o Chrome mais que triplicou no último ano.

Nenhuma destas tendências é de fato nova, e não pareceriam tão significativas se vistas num prazo maior – mas ainda é interessante ver como as ferramentas que usamos para acessar a web mudaram com o tempo. [StatCounter]