Tanto o teclado quanto o mouse do kit Logitech Wireless Desktop MK710 supostamente têm uma autonomia de bateria ridícula, de três anos. Junte isso com o teclado côncavo e dá pra ter quase certeza que a Logitech está metida com forças mágicas do mal.

Assim como o MK700, o teclado é desenhado para "aninhar" os seus dedos, algo que soa como se as minhas mãs fossem solitárias maníaco-depressivas. Ele acompanha um mouse esculpido com scroll "hyper-rápido". E, claro, a vantagem wireless de não ter tantos cabos correndo pela sua mesa.

Mas o mais impressionante é esse tempo de bateria. Um kit de mouse e teclado sem fio durando três anos? É a mesma coisa que alguém chegar e dizer que descobriu um modo de fazer as pessoas viverem 500 anos.

À venda nos EUA em abril, por 100 doletinhas. Aqui, um tanto mais tarde, um tanto mais caro. Se chegar.