Em 2010, a Nokia começou a apostar forte em lojas franqueadas no Brasil; hoje, há 30 delas espalhadas pelo país, mais 21 quiosques em shoppings.

Desde que a divisão de celulares da Nokia foi comprada pela Microsoft, o destino dessas lojas parecia incerto: elas seriam fechadas para cortar custos? Continuariam abertas, mas vendendo apenas celulares? Na verdade, vai acontecer algo bem melhor.

Todos os pontos de venda da Nokia serão convertidos em lojas Microsoft. Elas continuarão a vender smartphones Lumia e acessórios, e passarão a comercializar outros produtos da empresa – licenças do Office 365, cartões Xbox Live e Live Gold, créditos do Skype, entre outros.

Microsoft Store (2)
Microsoft Store em Tulsa, EUA (Social Media Tulsa/Flickr)

Por enquanto, a Microsoft opera lojas apenas nos EUA, Canadá e Porto Rico. Por isso, a primeira Microsoft Store da América do Sul será no Brasil – mais especificamente, no Shopping Eldorado, em São Paulo. A (re)inauguração será nesta quarta-feira (29), quando as primeiras 100 pessoas a comprarem um smartphone Lumia receberão um brinde.

Nela, será possível experimentar a prateleira inteligente, que usa o Kinect para tornar a experiência da loja mais interativa: quando você pega um produto, uma TV exibe o vídeo de demonstração desse produto, e sugere acessórios que combinem com ele.

A Microsoft também planeja usar o Kinect para criar um “mapa de calor” da loja, identificando áreas com maior concentração de clientes.

Nos próximos dois meses, todas as lojas Nokia em treze estados brasileiros serão atualizadas para Microsoft Stores. E isso não é tudo: a empresa planeja “quase triplicar” o número de pontos de venda no Brasil até o final de 2016. Será que enfim o Surface será lançado no país também? [Microsoft via Windows Central via WinBeta]

Primeira foto: entrada de Microsoft Store em Toronto, Canadá (bargainmoose/Flickr)