A Lua receberá sua primeira rede celular 4G a partir do ano que vem. Não, isso não significa que você poderá usar o Twitter ou o Facebook da superfície lunar.  Significa, na verdade, que poderemos receber imagens diretamente da Lua em alta definição.

SpaceX começa a testar seu ambicioso projeto de internet por satélite nos próximos dias
• SpaceX lançou o foguete mais poderoso do mundo e levou um carro junto com ele
• Donald Trump estaria planejando privatizar a Estação Espacial Internacional

A empreitada é uma parceria entre Vodafone Alemanha, Nokia e Audi e o equipamento será enviado pelo foguete Falcon 9 da SpaceX.  Hannes Ametsreiter, CEO da Vodafone Alemanha, afirmou nesta quinta-feira (1) durante a MWC 2018 que projeto apresenta uma abordagem completamente radical no desenvolvimento da infraestrutura de redes móveis.

De acordo com informações da Reuters, a Vodafone escolheu a Nokia para desenvolver uma rede de nível espacial cujo hardware seria pequeno em tamanho e pesaria menos que um saco de açúcar.

As empresas estão trabalhando em conjunto com a PTScientists, um grupo de cientistas e engenheiros voluntários baseada em Berlim que trabalham em projetos especiais, e o projeto será lançado de Cabo Canaveral, base da SpaceX na Flórida, em 2019.

Kate Arkless Gray, cientista da PTScientists, explica à BBC que a rede poderá, por exemplo, enviar imagens registradas por sondas espaciais. Ela conta que uma sonda não consegue enviar imagens em alta definição diretamente para a Terra pois isso requer muita energia. “Usando a rede 4G na Lua, podemos enviar [imagens] para a base [da rede lunar], pois ela tem muito mais energia disponível e pode enviá-las de volta para a Terra”, diz.

Seria possível, inclusive, utilizar a rede ver imagens da Lua diretamente da Lua ao vivo — e em alta definição!

A decisão de utilizar a inferior rede 4G em vez da 5G no sistema lunar partiu do princípio que a rede 5G ainda está em fase de testes e não é estável o bastante para garantir que funcionaria da superfície da Lua.

Esta será a primeira missão na Lua financiada por empresas privadas.

Internet espacial

Internet disponibilizada do espaço parece ser o novo negócio da moda.

No semana passada, a SpaceX – a mesma empresa que transportará o equipamento da Vodafone – enviou dois minissatélites para o espaço, dando início aos testes do Starlink, um ambicioso projeto formado por uma constelação de 4.000 minissatélites e algumas bases terrestres que irão providenciar internet de baixo custo para toda a Terra.

Com o Starlink, Elon Musk, CEO da SpaceX, quer “fazer para os satélites o que a Space X fez para os foguetes”. A previsão é que o projeto já esteja em funcionamento até a metade de 2020.

[Reuters, BBC]

Imagens: Vodafone Alemanha/Divulgação