Células fotovoltaicas impressas em folhas não são nenhuma novidade, assim como LEDs e baterias ultrafinas de lítio. A novidade é juntar essas três tecnologias para trazer luz barata a regiões empobrecidas e sem acesso à eletricidade.

Frederik Krebs inventou esta combinação de painéis solares e luzes LED que, apesar de ainda ser um trabalho em progresso, já tem potencial para trazer iluminação às áreas mais pobres do globo. Eu chamo as luminárias de trabalho em progresso porque atualmente elas ainda trabalham a apenas 1% de eficiência. Mas com o custo final esperado de 7 dólares por cada uma, elas têm realmente a chance de mudas vidas, mesmo com a baixa eficiência.

Alguns prtótipos das luminárias já estão sendo testados na Zâmbia. Como visto na imagem, os painéis solares são deixados ao sol durante o dia e então enrolados na forma aproximada de um cone (e presos nesta posição por um botão) à noite. Eu realmente quero ver isso funcionando bem, já que ninguém nesse mundo deveria ser obrigado a viver sem iluminação artificial durante a noite. [IEEE Spectrum via Pop Sci]