Acabei de chegar da Fast Shop do shopping Iguatemi aqui em São Paulo, e essa era a fila para comprar o Windows 7, perto da meia-noite. Essas pessoas não podiam esperar até amanhã. Elas precisavam ver como o novo sistema operacional da Microsoft se comportava enquanto elas dormiam – ou ao menos gastaria o tempo para baixar e instalar todas as atualizações. Provavelmente elas estavam bêbadas de champanhe. Havia bastante champanhe ali. Bêbadas, algumas delas tiveram a epifania: "Espera. Por que o Windows 7 se chama 7? Ele nem é o sétimo!" Pois a Microsoft conta diferente.

1 e 2. Os Windows 1 (1985) e 2 (1987) realmente tinham esse nome. E eram feios.

3. O Windows 3 (1990) se dividiu em 3.0, 3.1 e 3.11. Mas eram essencialmente o mesmo animal. Oito disquetes de pura alegria. Houve também os NT 3.1 (1993), NT 3.5 (1994) e NT 3.51 (1995).

4. Por 4 entenda-se Windows 95 (1995), NT 4.0 (1996), 98 (1998) e o genial Me (2000).

5. O novo código do Windows, o "5", virou Windows 2000 (em 2000). Mais tarde um pouco ganhou experiência e digievoluiu para Windows XP (2001). Houve ainda os Windows Server 2003 (2003) e Home Server (2007).

6. O favorito da galera: Windows Vista (2007) e Windows Server 2008 (2008).

7. Tchã-nã! (hoje)

Louco, não? [Wikipedia]