Aqui está o Inspiron 11z ao lado de um netbook Mini 10. Eles são praticamente iguais, à diferença que o 11z tem uma tela de LED um pouquinho maior (11,6”), processador diferente, mais HD e memória. Com 1,3 kg e por R$ 2.000, é um netbook caro ou um notebook levíssimo mais barato?

O Inspiron 11z chegou há pouco tempo nos EUA e começa a ser vendido no Brasil na próxima semana. No papel, pra mim, seria o netbook perfeito: a tela tem uma resolução melhor, o teclado tem o tamanho ideal e a solução gráfica integrada (X4500) com saída HDMI faz o notebook aguentar vídeos em 720p e mandar para a TV. Excelente. 

Ontem, no evento da Dell que mostrou o estranho smartphone Mini 3i, o pessoal ainda não tinha as especificações do Inspiron 11z. Nos EUA, ele usa estranhamente um Celeron 723, processador que é em muitas tarefas pior que o Atom N270 padrão dos netbooks.

Aqui no Brasil, havia uma etiqueta dizendo que ele tinha um processador ULV (voltagem ultrabaixa) da Intel, que tem uma performance melhor. Se for o mesmo dos clones de Macbook Air como o da Lenovo ou Itautec, o preço estimado de R$ 2.000 começa a parecer uma barganha.

Para quem quiser a portabilidade do netbook com um pouco mais de performance, talvez valha esperar um pouquinho. Teremos mais informações em breve.