Quase dez anos depois da fatídica passagem do ano, Ayeska Domingues, proprietária de um carro em São Paulo, parece viver um pesadelo. Ela teve o carro apreendido e não consegue fazer o licenciamento por um desses "truques" do mundo dos bits: o sistema não entende que o carro dela não foi fabricado em 1909, e sim, em 1993. E antes que você pense "ué, mas deve ser um problema simples de resolver", adianto: não é não. Ela já procurou o Detran, o Denatran, o juizado de pequenas causas e até mandou um advogado até Brasília. Nada.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o problema é no sistema do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Este diz que vai analisar os documentos enviados pelo Detran. Nenhum dos dois fala que diabos aconteceu com o documento do carro da moça. Mas dá pra achar que é uma espécie de "bug do milênio" 10 anos atrasado. [G1]