Como vocês sabem, estamos selecionando um estagiário-Padawan para trabalhar no nosso centro de comando. Estou espantado e bem feliz com o tanto de currículos que recebi, inclusive de personagens nível 80 no WoW. Não tenho como responder cada um individualmente (não é nada pessoal, ok? Enxugue o choro), então resolvei fazer um FAQ sobre o processo.

1. Eu já me formei, mas quero fazer o estágio mesmo assim, pode?
– Não, infelizmente. A legislação de estágio supervisionado não deixa. A vaga é para universitários.

2. Eu quero trabalhar aí mesmo de graça, tem como?
– Honestamente não sou tão a favor, mas tem sim. Se você acha que tem uma história (brasileira, por favor – as gringas o Giz US cobre quase tudo) que valeria a pena ser lida no Gizmodo, mande pra mim a sua idéia. Se for legal, podemos fazer um teste e ver se você consegue escrever. Só vamos publicar se for bom mesmo. Ese der certo, você pode entrar na nossa rede de colaboradores – veja abaixo.

3. Eu quero trabalhar aí, sem ser estágio. Pode?
–  Por ora não temos vagas para repórter ou editor. Mas queremos ver histórias sensacionais made in Brazil. Pagamos por post publicado. Tendo uma idéia genial, mande-me e-mail. E conversemos.

4. Quanto é o "dinheiro para comprar energético"?
– Um salário mínimo mais o dinheiro do buzão.

5. Quantos dias no escritório?
– Normalmente 3 por semana. Estagiário não trabalhará no fim de semana, mas às vezes poderá ter eventos em horários estranhos, como coletivas de manhã ou festas de lançamento da Nokia de noite.

6. Eu não moro em SP, precisa mesmo de estar aí?
– Sim, precisa. Muita coisa pode ser feita à distância, sim. Mas a idéia é um estágio onde o estagiário possa aprender alguma coisa – indo para coletivas, experimentando gadgets, participando de reuniões, esse tipo de coisa. Aí precisamos da sua alma do seu corpo da sua presença.

7. Poxa, mas quando vocês vão abrir uma filial em _____ (insira sua cidade aqui)? 
– Para muitas coisas, não precisaremos de filial. Nos brand channels (HP Spot, Trendy House, xTreme TV, etc), temos colaboradores em várias cidades. Você pode escrever pro Giz, regularmente até (sendo pago para isso), se mostrar a capacidade para.

8. Eu sou jornalista, saio na frente? Você vai deixar esses ignorantes sem diploma escrever?
– Eu sou o maior defensor da não-obrigatoriedade do diploma de jornalista para poder escrever. Se você souber apurar uma história, achar pautas legais e escrever, pode se juntar ao time, seja físico ou técnico em informática com segundo grau completo.

9. Se por algum vacilo de vocês eu não for contratado dessa vez, haverá outras?
– Para o cargo de repórter-fuçador-ajudante, não num futuro próximo. Possivelmente teremos em outros campos. 

Quem tiver outras dúvidas coloque aí nos comentários, que eu vou atualizando o tópico. Receberei os currículos até domingo e na segunda chamarei alguns pra conversar. Algumas das pessoas que não estão qualificadas (basicamente porque já estão formadas) e me parecem promissoras eu vou entrar em contato, ok?

Obrigado, Brasil! 

=)