Nosso colega Jesús Díaz revelou documentação interna da Apple que autoriza a venda de iPhones sem plano de voz e dados nos EUA — como nos tempos da primeira geração do iPhone. Ou seja, importá-lo dos EUA, via MercadoLivre ou com um amigo camarada que vai para os States, pode sair ainda mais barato que comprá-lo por aqui via operadoras. Mas há um porém. [UPDATE]

O aparelho é vendido sem contrato, mas só pode ser usado com um chip da AT&T — é preciso desbloqueá-lo. As operadoras brasileiras agora são obrigadas a desbloquear celulares, mas isso vale apenas para os aparelhos que elas vendem. A Oi, no entanto, desbloqueia aparelhos de qualquer operadora.

E, se isso não der certo, você pode seguir um dos muitos guias para desbloquear o iPhone disponíveis na internet (por sua conta e risco). O blog 9to5 Mac falou com um atendente da operadora americana AT&T, e ele disse que o aparelho é vendido bloqueado, "mas todo mundo sabe que demora uns dois minutos para desbloqueá-lo". Alguns iPhones apresentam problemas depois de desbloqueados, após atualização do firmware, mas nada muito grave ou irreversível. [UPDATE: como nos lembra o leitor Felipe Gama, a última atualização de firmware torna aparentemente impossível o desbloqueio doméstico. Resta sabe se as operadoras conseguem fazer de alguma forma.]

Os preços nos EUA para os aparelhos: US$ 499 pelo iPhone 3G 8GB, US$ 599 pelo iPhone 3GS 16GB, e US$ 699 pelo modelo de 32GB. Estes preços correspondem hoje a aproximadamente R$ 880, R$ 1.060 e R$ 1.240, respectivamente (sem considerar imposto de importação ou frete). Como o iPhone 3GS de 16 GB no pré-pago custa R$ 2.399 (na Vivo SP), pode valer a pena importá-lo se você não quiser adquirir um plano de voz e dados. Nós achamos que comprar um smartphone sem plano de dados não vale a pena, mas a decisão é sua.

E mesmo que você queira um plano de voz e dados, pode sair mais barato importar. Na TIM, com o plano de 45 min. mais internet 3G até 300 kbps, o iPhone 3GS de 16GB sai por R$ 1.599 (em São Paulo) — melhor comprar fora o iPhone e levar, em separado, o plano da operadora. Até porque há uma tendência de as operadoras darem desconto na mensalidade para clientes que não levam desconto em aparelhos. Na Oi, o negócio parece ser ainda melhor: você recebe desconto na sua conta de R$ 500 a R$ 2.000, parcelados em 10 vezes, mesmo se comprar o iPhone com outra operadora. Claro, a cobertura 3G da TIM é menor que a das concorrentes, e a rede da Oi parece ser instável em São Paulo, mas pode ser um bom negócio.  [Gizmodo US]