God of War 3, dos jogos mais esperados do PlayStation 3 de todos os tempos da história deste país, chegou às lojas hoje. Coisa bem comum lá fora e rara no Brasil, o lançamento rolou à meia-noite em algumas lojas de São Paulo. Em uma delas, havia 300 pessoas esperando e um Kratos (o herói da série) recepcionando todo mundo. Até mesmo as crianças. Que bonitinho.

O jogo foi lançado oficialmente pela Sony do Brasil, a R$ 199, antes até do previsto originalmente (dia 26) e com pouco atraso em relação ao lançamento internacional. Para ajudar no barulho, foram distribuídos kits de divulgação para algumas lojas, como réplicas das armas usadas pelo branquelo eternamente puto e, no caso da UZ Games do shopping Eldorado, rolou até um ator fantasiado de Kratos. Segundo o gerente desta loja específica, foram vendidas (em pré-venda) pelo menos 2.500 unidades, o que é muito mesmo para o mercado brasileiro. Se fosse um pouquinho mais barato, seríamos um mercado gigante. Mas divago.

O interessante foi ver pelas fotos a quantidade de jovens dimenor. God of War 3 é bastante violento até para quem acha a preocupação com violência nos games algo exagerado, e tem algumas cenas de sexo explícito, por exemplo. Por isso é "recomendado para maiores de 18 anos" no Brasil. Eu recomendo pra todo mundo que é maior, mas quem tem 12 anos como o figurinha da foto, aparentemente pode se divertir também. 

Quem não se importa com spoilers e é meio voyeur pode acompanhar o pessoal do Arena Turbo em uma maratona de GOW até zerar o jogo, com videochat e tudo. Passa lá. E, para quem lê em inglês, não deixem de checar a ótima resenha do Kotaku. Quando eu acabar Heavy Rain eu passo pra esse. [G1 e Geek. Fotos de Matheus Vasconcelos e Gustavo Petró]