Hoje em dia, todo sistema operacional tem uma loja de aplicativos: iPhone App Store, Ovi Store, Android Market — até o Windows Mobile tem uma. Mesmo quem fabrica celulares, e não sistemas operacionais, decidiu entrar na brincadeira também. A LG é a primeira delas a lançar uma app store no Brasil, para seus smartphones com Windows Mobile. Peraí, mas qual a diferença hoje entre a LG Application Store e a loja oficial para Windows Mobile?

O Windows Marketplace for Mobile para o Brasil quase não tem programas — contei apenas 24 —, enquanto a versão americana tem 325 apps. Segundo Rodrigo Ayres, gerente de produto da LG Brasil, a LG Store tem mais de 1.500 apps, dentre eles 150 gratuitos. (A LG tem um processo independente da Microsoft para desenvolvimento, seleção e teste de apps.) Além disso, a loja da Microsoft não separa os programas grátis dos pagos, o que não pega bem para os mão-fechada, como eu.

Mas a LG Store tem seus poréns: faltam clientes gratuitos para redes sociais, como o Twitter (a loja da LG oferece um por absurdos US$8). Ayres diz que os smartphones da LG já vêm com apps para redes sociais, mas seria bom ter alternativas gratuitas. Os preços na loja brasileira de apps estão em dólares — segundo Ayres, sem previsão para mudar para reais. Mas como a LG Store vende em moeda local em outros países (como no México), isso deve ser questão de tempo.

Ele reforça, no entanto, que o objetivo é aperfeiçoar a loja constantemente. Então no futuro talvez possamos contar com mais opções de apps gratuitos, e métodos de pagamento além de cartão de crédito internacional. A ideia da LG para a app store é agregar mais valor aos smartphones vendidos por aqui, todos com Windows Mobile. Como eles oferecem mais opções de apps que a loja oficial da Microsoft, e tudo em um só lugar, eles parecem estar na direção certa. [LG via Info]