A Mozilla, aquela empresa que desafia monopólios e cria navegadores excelentes, quer tornar a Internet um lugar melhor para se navegar. De hoje até a próxima segunda estará rolando a Mozilla Service Week, uma iniciativa de voluntariado para criar uma Internet mais acessível, amigável e educada. O objetivo é fazer com que as pessoas tirem um tempinho para ensinar idosos a usarem a internet, ajudar a instalar uma rede wireless na escola, criar tutoriais para organizações que participem, entre outras iniciativas simples e legais. A Mozilla mostra o caminho. 

Mas poxa, seu Gizmodo. Esse lance de voluntariado dá trabalho! Não se preocupe. Mesmo que você não tenha conhecimento técnico para criar páginas ou seja feio para aparecer em vídeotutoriais, há ainda um bocado a fazer. Há muito mais gente que você imagina que não sabe o que é Skype, não sabe configurar e-mail ou achar preços de coisas mais baratas na internet. São essas pequenas coisas que fazem uma grande diferença no mundo conectado e você pode passar adiante. A própria Mozilla sugere algumas ações que podem fazer a diferença:

        * Mostre a uma organização não-lucrativa como usar uma rede social para aumentar o seu número de colaboradores.
        * Crie tutoriais na Web para um grupo de computadores de uma biblioteca.
        * Recicle hardware para uma central de computadores local.
        * Atualize o site de uma organização não-lucrativa.
        * Ensine os valores de uma Web aberta para outras organizações de benefício público.

Para encontrar mais voluntários a Mozilla utiliza o serviço idealist, que é uma espécie de rede social entre ONGs, que já conta com várias parceiras, inclusive do Google. Pena que há pouquíssimas iniciativas de inclusão digital brasileiras listadas no site da Mozilla (Dica: agora é uma boa oportunidade para incluí-las). Apoiamos as pequenas coisas da Mozilla Service Week e vamos fazer nossa parte. Mas se você quer participar mais ativamente há ONGs sérias dedicadas ao assunto, como o Comitê para Democratização da Informática (CDI).

E se você tem alguma escola ou organização bacana para a inclusão digital, avise-nos. Ao trabalho, geeks!