Há dois meses, o governo do estado de São Paulo criou o "a banda larga popular": as operadoras podem ganhar alguma isenção fiscal se conseguirem oferecer velocidades de 200 Kbps a 1 Mbps pelo valor mensal máximo de R$ 30, já com tudo incluso. A Net foi a primeira a conseguir se encaixar nos pré-requisitos, e passa a vender o serviço amanhã em 48 municípios do estado, incluindo a capital.

A Net cobrará R$ 29,80 pelo serviço, oferecendo a opção de R$ 10,10 adicionais por um netfone. O modem será cedido pelo prazo da assinatura – o mínimo de um ano. A velocidade é o mínimo: 200 Kbps. Como o pré-requisito de velocidade é baixo e os planos de dados 3G tendem a cair, telefônicas como Vivo, TIM, Claro e Oi estão de olho na banda larga popular. Certamente em 2010 veremos mais operadoras oferecendo o serviço. E, tomara, no resto do Brasil também.